BASF
Financeiro

Previsão de moagem da São Martinho para 2018/19 se confirma – a safra da companhia em 50 gráficos


novaCana.com - 04 jul 2019 - 10:51

A safra 2018/19 não foi uma das melhores para grande parte do setor sucroenergético. A falta de renovação dos canaviais impactou na moagem e na quantidade de açúcar total recuperável (ATR). Por sua vez, as flutuações nos preços de açúcar e etanol influenciaram nos lucros das companhias. Ainda assim, na visão da São Martinho, a temporada foi acima da média.

Os resultados da companhia referentes à última safra foram divulgados em junho e, ao colocá-los em perspectiva junto às cinco temporadas passadas, o cenário é positivo. Em 2017/18, a São Martinho fechou a safra com lucro líquido 73,2% maior que a anterior, mas a expectativa para a temporada seguinte era baixista. À época, o grupo previa processar 7,4% a menos de cana-de-açúcar devido ao clima seco no início do ano e a uma maior renovação do plantio.

No fim das contas, a previsão praticamente se concretizou, pois a moagem da companhia em 2018/19 foi 7,92% menor que a da temporada anterior – 20,45 milhões de toneladas ante 22,21 milhões em 2017/18.

Mesmo com essa redução, o resultado da moagem é o segundo maior dos últimos cinco anos. O mesmo acontece com o lucro líquido do grupo que, apesar de ter sido 36,1% menor que o de 2017/18 – R$ 314,05 milhões contra R$ 491,71 milhões –, é o segundo maior no período analisado.

O CEO da São Martinho, Fábio Venturelli, em entrevista ao Valor Econômico, ressalva que a safra 2017/18 foi de recordes para a companhia. Desta forma, mesmo com a queda observada em 2018/19, este é o segundo melhor resultado da empresa – e em um ano em que a safra da companhia foi prejudicada pelo clima. “Dado o cenário de seca monstruosa, acho que foi um resultado excepcional”, aponta.

Para mostrar este desempenho, trimestre a trimestre e total, o novaCana compilou 50 gráficos exclusivos com os resultados financeiros, industriais e agrícolas da São Martinho, trazendo números das últimas cinco safras.

- Produtividade
- Produção de etanol
- Produção de açúcar
- ATR
- Mix
- Nível de mecanização
- Diferenças no teor de açúcar ao longo do ano
- Cogeração: energia vendida, receita e preço médio
- Etanol: volume vendido, receita e preço médio
- Açúcar: volume vendido, receita e preço médio
- Receita operacional e relação entre receita e custos
- Composição das vendas
- Destino da produção ao longo da safra: mercado externo e interno
- Impacto da variação cambial nos resultados da São Martinho
- Evolução e desempenho financeiros
- Evolução do Ebitda
- Evolução da dívida líquida

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar

ou