Usinas

FS Bioenergia alega motivo de força maior e paralisa ampliação de usina [atualizado]

Período de interrupção tem prazo estimado de seis meses, conforme comunicado enviado a fornecedores


novaCana.com - 15 abr 2020 - 15:15 - Última atualização em: 16 abr 2020 - 08:50

Atualização (16/04, às 7h25): O texto abaixo foi alterado após envio de nota explicativa da FS Bioenergia. As obras da unidade Nova Mutum não se encontram paralisadas, conforme noticiado anteriormente, pois a unidade ainda se encontra em fase de licenciamento.

Em comunicado enviado ao mercado, a produtora de etanol de milho FS Bioenergia anunciou que as obras e os investimentos em todas as suas unidades estão paralisados pelo prazo estimado de seis meses. A companhia, que é uma joint venture da estadunidense Summit Agricultural Group e da brasileira Tapajós Participações, alegou motivo de força maior devido à pandemia de coronavírus.

O documento informa a interrupção imediata das obras, incluindo também serviços contratados e a aquisição de equipamentos. “Informamos que não será autorizada ou aceita qualquer emissão de medições, notas fiscais e/ou faturas”, complementa. A medida tem validade a partir da data de envio, em 25 de março.

Segundo a FS Bioenergia, em nota enviada ao novaCana, apenas as obras na unidade Sorriso devem ser afetadas pela medida.

Atualmente, o grupo controla duas usinas em Mato Grosso, localizadas em Lucas do Rio Verde e Sorriso. A segunda começou a produzir biocombustível este ano, mas já se encontra em processo de ampliação.

De acordo com a FS Bioenergia, a companhia realizou “diversas ações para manutenção e preservação do seu negócio para enfrentar impactos de mercado, ocasionados pela crise do Covid-19”. Segundo a empresa, foi adotado um plano e protocolo de contingência para proteger a saúde de todos seus colaboradores, terceiros e clientes.

A paralisação das obras de ampliação na unidade Sorriso, prevista para os próximos seis meses, foi citada entre as ações adotadas. “Uma medida estratégica para que a empresa mantenha os investimentos programados para o Estado do Mato Grosso. Essa ação foi comunicada aos fornecedores com devida antecedência e transparência”, afirma a FS Bioenergia.

Segundo a relação de usinas em construção disponibilizada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a FS Bioenergia está erguendo uma nova unidade em Nova Mutum, também em Mato Grosso.

Além disso, a FS Bioenergia já havia anunciado a construção de mais usinas dedicadas ao etanol de milho. Elas estão previstas para os munícipios de Campo Novo do Parecis, Primavera do Leste e Querência, também em Mato Grosso.

A FS Bioenergia, porém, afirma que o cronograma para a construção das novas usinas, incluindo Nova Mutum, não foi alterado. De acordo com a empresa, todas estas unidades ainda estão em etapa de licenciamento.

A companhia ainda garante que a produção da FS Bioenergia não foi interrompida. “As unidades Lucas do Rio Verde e Sorriso continuam em plena operação, com capacidade instalada de produção para 530 milhões de litros de etanol por ano cada”, afirma a empresa, reforçando que as unidades estão cumprindo todas as exigências dos órgãos de saúde.

“A empresa ressalta a confiança aos órgãos públicos envolvidos no combate do Covid-19 e trabalha, junto aos nossos parceiros da cadeia do etanol de milho, para manter o fortalecimento do agronegócio brasileiro”, conclui.

Gabriele Rumor Koster e Renata Bossle – novaCana.com