BASF
Financeiro

Biosev reduz prejuízo, mas perda é de R$ 168,89 milhões no 1º trimestre da safra 2019/20


Reuters - 15 ago 2019 - 08:12

A Biosev, produtora de açúcar e etanol controlada pela empresa de commodities Louis Dreyfus, reportou nesta quarta-feira um prejuízo trimestral de R$ 168,89 milhões, 66,7% menor em relação ao prejuízo de R$ 506,46 milhões registrado em igual período do ano passado. Os valores se referem ao período de abril a junho de 2019.

Segundo a empresa, a redução ocorreu devido a efeitos positivos do câmbio e por redução de custos. Os números apresentados trazem uma diminuição de 19,7% nos custos de produção – valor que também foi acompanhado por uma queda de 10,3% na receita líquida. Em valores absolutos, custos e receitas representaram R$ 1,49 bilhão e R$ 1,72 bilhão, respectivamente, no primeiro trimestre da safra 2019/20.

biosev 150819 resultado

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado ex-revenda/HACC totalizou R$ 339,097 milhões no trimestre, alta de 38,4% sobre igual período da safra passada, de R$ 245,021 milhões.

“Conseguimos aumentar o Ebitda mesmo moendo menos cana no período, o que mostra o impacto de nossos cortes de custos”, disse o presidente-executivo da Biosev, Juan José Blanchard, em uma breve entrevista para comentar sobre os resultados.

biosev 150819 ebitda

Produção e moagem

A Biosev disse que processou 10,88 milhões de toneladas de cana-de-açúcar no trimestre, 3,4% a menos que no mesmo período de 2018, em parte por conta de um início tardio da colheita.

O período também foi marcado por uma queda de 4,4% na qualidade da cana, que registrou 115,3 kg de ATR por tonelada de matéria-prima moída. Esse desempenho foi parcialmente compensado por um aumento de 3,8% no rendimento dos canaviais, que produziram 88,4 toneladas por hectare.

biosev 150819 moagem

A companhia ainda atingiu um recorde para o período de alocação de cana para a produção de etanol, com 66,3%, otimizando suas instalações para produzirem o biocombustível, que atualmente gera retornos financeiros maiores que o açúcar.

Juan José Blanchard também afirmou que o mix recorde de produção de etanol no trimestre foi possível devido aos recentes investimentos feitos pela empresa para aumentar a capacidade de produção do combustível, com novos equipamentos de destilação em algumas usinas.

Ainda assim, houve uma queda anual de 5,4% na produção de etanol, que atingiu 494 milhões de litros. A redução no volume produzido de açúcar, por sua vez, foi de 10,5% em comparação com o mesmo período da safra passada, com uma produção de 408 mil toneladas.

biosev 150819 mix

Vendas, receitas e preços

A receita líquida da companhia (ex-HACC) recuou 10,3% na mesma base de comparação trimestral, de R$ 1,92 bilhão para R$ 1,75 bilhão.

A maior parte desse valor é derivada das vendas de etanol, que somaram R$ 704,32 milhões no período – aumento de 19,2% no comparativo anual.

biosev 150819 receita

Conforme a Biosev, o etanol comercializado no trimestre foi vendido a um preço médio de R$ 1.873/m³, o que significa uma alta de 19,3% em relação ao mesmo período do ano passado. Além disso, o preço médio do açúcar também subiu, alcançando R$ 1.389/t, um aumento de 15,9%.

No trimestre, a companhia comercializou 224 mil toneladas do adoçante – queda de 42,1% – e 376 milhões de litros do biocombustível, um volume estável em relação ao visto um ano antes.

biosev 150819 produtos

Segundo a Biosev, a companhia está estocando açúcar para vender adiante, já que tem posições de hedge mais longas. A Biosev também não espera uma recuperação nos preços do açúcar em breve.

“O suporte contínuo que a Índia dá ao seu setor de açúcar limitará qualquer alta de preços”, disse a diretora comercial Dorothea Soule.

Endividamento e investimentos

A dívida líquida da Biosev em 30 de junho deste ano era de R$ 5,393 bilhões, 8,6% maior em comparação com os R$ 4,966 bilhões de igual data de 2018. Segundo a companhia, 86,7% da dívida é em dólar.

biosev 150819 divida

Com isso, a alavancagem – medida pela relação entre dívida líquida e Ebitda – cresceu de 2,9 vezes para 3,2 vezes entre os trimestres na comparação anual.

No trimestre, a Biosev investiu um total de R$ 278,807 milhões, 39,7% a mais que em igual período da safra passada. Do capex total, R$ 235,204 milhões foram investidos nas operações, alta de 39,8% na mesma base de comparação trimestral.

biosev 150819 capex

Marcelo Teixeira
Com informações adicionais Agência Estado e novaCana.com