2ª Geração

Raízen admite que não tem nenhum plano concreto de expansão para o etanol celulósico


novaCana.com - 13 jan 2015 - 08:55

No final de 2014 a Raízen inaugurou sua usina de etanol celulósico e, na ocasião, revelou planos de investir até R$ 2,5 bilhões em sete novas usinas. No início deste ano, o jornal O Estado de S. Paulo publicou uma declaração do presidente da empresa, Vasco Dias, confirmando os planos: "vamos investir entre R$ 2 bilhões e R$ 2,5 bilhões para colocar sete plantas em operação até 2024, com produção estimada em 1 bilhão de litros no total por ano".

No entanto, as cifras e os planos chamaram a atenção da Comissão de Valores Mobiliários (CMV) da BM&F Bovespa, que pediu esclarecimentos. A autarquia do governo questionou os aportes, o custo operacional destas plantas, que seria até 20% menor, e o plano da companhia de acrescentar, com as oito usinas em operação, 1 bilhão de litros à sua capacidade.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail