2ª Geração

Abengoa Bioenergy: detalhes do projeto de etanol celulósico


- novaCana.com - - 24 jan 2013 - 09:00 - Última atualização em: 08 fev 2013 - 14:12

abengoa bioenergyPERFIL DA EMPRESA
A Abengoa Bioenergy é líder mundial no desenvolvimento de biocombustíveis para transporte, assim como em bioprodutos químicos que usam biomassa como matéria-prima. A Abengoa Bioenergy possui e opera 14 unidades de bioetanol nos Estados Unidos, Europa e Brasil com uma capacidade total de produção de 842 milhões de galões por ano (3,187 bilhões de litros).

A INSTALAÇÂO PILOTO INICIOU AS OPERAÇÕES EM 2007:

abengoa bioenergy begain operations 2007
LOCALIZAÇÃO: York, NE (Nebraska).
MATÉRIA-PRIMA: Palha de trigo, resíduos de milho.
PRODUTOS: Etanol celulósico.
CAPACIDADE: 20.000 galões por ano.
PERFIL DA PLANTA: Concluída e primeiro etanol celulósico produzido em setembro de 2007.

A INSTALAÇÂO DE DEMONSTRAÇÂO INICIOU AS OPERAÇÕES EM 2009:
abengoa bioenergy begain operations 2009
LOCALIZAÇÃO: Salamanca, Espanha.
MATÉRIA-PRIMA: Palha de trigo e cevada.
PRODUTOS: Etanol celulósico.
CAPACIDADE: 1.3 milhão de galões por ano.
PERFIL DA PLANTA: Construção concluída e primeiro etanol celulósico produzido em 2009.

Parceiros da Abengoa Bioenergy

De capital privado: Capitais próprios da Abengoa Bioenergy.
Estratégicos: Nenhum; em contrato com empresas profissionais de remoção e colheita de biomassa.
Públicos/ Governo: Selecionada para US$ 97 milhões Seção 932 Cost Share Grant (DOE – Departamento de Energia dos Estados Unidos) em 2007; premiada com garantia de empréstimo EPAct 2005 de US$ 133 milhões em 2011 para desenvolvimento da instalação comercial da Abengoa Bioenergy em Hugoton, Kansas, Estados Unidos.

abengoa bioenergy renderingA Biorrefinaria Abengoa Bioenergy Hugoton utilizará a tecnologia própria da empresa para produzir 25 milhões de galões de etanol celulósico por ano. A planta utilizará aproximadamente 1.100 toneladas secas de resíduos agrícolas por dia no processo de produção de etanol. O resíduo desse processo (cerca de 300 toneladas ao dia de lignina) será queimado para produzir 20 MW de eletricidade. Isso permitirá que a instalação seja alimentada inteiramente por biomassa.

INSTALAÇÃO COMERCIAL TEM CONCLUSÃO ESTIMADA PARA O 4º TRIMESTRE 2013:
abengoa bioenergycommercial site 09012013LOCALIZAÇÃO: Hugoton, KS (Kansas).
STATUS: Em construção.
MATÉRIA-PRIMA: Resíduos agrícolas, culturas energéticas dedicadas, gramíneas de pradaria.
PRODUTOS: Etanol celulósico, 20 MW de energia elétrica renovável.
CAPACIDADE: 25 milhões de galões por ano.
EMPREGOS: 300 em construção; 65 em operações; 120 em aquisição externa de biomassa.
PERFIL DO PROJETO: Construção iniciada em setembro de 2011; utilizará tecnologia de hidrólise enzimática de propriedade da empresa; 1.100 toneladas secas por dia de matéria-prima; construção completa em dezembro de 2013, parceiros assegurados para matéria-prima.

CAMINHO PARA IMPLANTAÇÃO COMERCIAL

2003-07
Assinado acordo de cooperação com DOE (Departamento de Energia americano) para financiamento em parceria de uma planta piloto para pré-comercialização de uma tecnologia de processo derivado da biomassa (2003).
Concluída a construção da planta piloto em York, NE, EUA (2007).
Produzido o primeiro galão de etanol celulósico nos EUA (2007).
DOE: Agraciada com concessão de participação de custos de US$ 97 milhões Sec. 932 (2007).

2008
Lançado plano de construir a primeira usina de etanol celulósico em Hugoton, KS.

2009
Concluída construção de planta de demonstração em Salamanca, Espanha.
Produzidos primeiros galões de etanol em escala de demonstração.

2010
Marcos de referência atingidos para melhoras na eficiência do processo na planta da Espanha.
Iniciadas assinaturas de contratos para resíduos de culturas e outras matérias-primas para a planta de Hugoton.

2011
DOE: concessão de garantia de empréstimo de US$ 133 milhões EPAct 2005 para planta de Hugoton.
Início da construção da primeira planta de etanol celulósico comercial em Hugoton, KS (setembro).

2012
Contratos de fornecimento de matéria-prima assegurados com produtores locais de biomassa para a planta de Hugoton.
Instalação injetará US$ 17 milhões anualmente na economia local apenas para resíduos de culturas.

2013
Construção completa da primeira planta comercial de etanol celulósico de Hugoton (4º trimestre).

2014
Iniciar o uso da tecnologia em unidades existentes da Abengoa Bioenergy, bem como em novos locais.
Licenciar o uso das tecnologias de propriedade da empresa.

Fonte: Cellulosic Biofuels Industry Progress Report 2012-2013 - Advanced Ethanol Council
Tradução e adaptação novaCana.com

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail