Financeiro

Dívida de mais de R$ 1 bilhão leva usina do Grupo Bertin a pedir recuperação judicial


Correio do Estado (MS) - 17 abr 2013 - 08:36

A Justiça de Mato Grosso do Sul autorizou a recuperação judicial da Usina São Fernando, de Dourados (MS), que deve cerca de R$ 1,235 bilhão, dos quais R$ 1,070 bilhão diretamente a bancos. Com a medida, o juiz Jonas Hass da Silva Júnior, da 5ª Vara Cível de Dourados, considerou que a usina poderá negociar novos prazos de pagamento, além de honrar compromissos com fornecedores, fiscos estadual, federal e municipal, Previdência Social e trabalhadores. A usina pertence ao Grupo Bertin.

A usina de açúcar e álcool também declarou débitos fiscais de R$ 30,342 milhões. As dívidas trabalhistas seriam da ordem de R$ 1,693 milhão, que deverão receber prioridade no pagamento durante o processo. As dívidas com fornecedores foram declaradas em R$ 132,648 milhões. São considerados fornecedores, além das empresas de Dourados e de outros Estados, os proprietários de áreas rurais que firmaram contratos de parceria agrícola com a usina. Nesse caso, as pessoas arrendaram suas fazendas para o plantio da cana-de-açúcar.

O advogado Ailton Stropa Garcia, credor da São Fernando, arrendou uma pequena área para produção de cana pela usina. Segundo ele, os pagamentos estão em dia, embora reconheça que a situação não seja generalizada. Ele explicou que os credores devem constituir seus procuradores para providenciar suas habilitações ou divergências aos créditos relacionados no processo, o que deverá ser feito no prazo de 15 dias, que começa a correr após a publicação do edital. Outra providência é o imediato pedido para a convocação de uma assembleia geral para a constituição do Comitê de Credores.

Além do parque industrial com capacidade instalada de moagem de 4,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por ano, a São Fernando é a maior produtora de energia elétrica do Estado, por meio da cogeração pela queima da biomassa da cana. O bagaço da cana moído é capaz de alimentar dois geradores com potência acima de 100 MW/h, possibilitando atender a demanda de energia de uma cidade com aproximadamente 200 mil habitantes.

Ao conceder a recuperação judicial da usina, o juiz Jonas Hass nomeou uma empresa consultoria e perícias, de Campo Grande, como administradora do processo de recuperação. A partir de agora, todas as decisões tomadas pela direção da São Fernando terão que ser reportados ao administrador nomeado pelo juiz que, mensalmente, prestará contas do andamento da situação.

A Usina São Fernando, a única de Dourados, fica localizada na MS 3679 – rodovia para Laguna Carapã e produz açúcar, etanol e faz co-geração de energia elétrica. A indústria possui a capacidade instalada de 4,5 milhões de tonelada de cana-de-açúcar; de 330 mil toneladas de açúcar; de 150 milhões de litros de etanol anidro; dois geradores com potência de 122,2 MW;  e área de plantio 60.000 hectares, em municípios como Dourados e Laguna Carapã.

Com informações da Agência Estado e do Correio do Estado (MS)