BASF
Financeiro

Clealco tem prejuízo de R$ 97,96 milhões em 2018/19, 80% a menos que na safra anterior

Segundo CEO do grupo, leilão da unidade Queiroz deve acontecer em 31 de outubro, mas prazo final de venda é maio de 2020


novaCana.com - 30 jul 2019 - 09:04

Um ano após entrar em recuperação judicial, o grupo Clealco está operando com apenas uma de suas três unidades. Enquanto as usinas localizadas em Clementina (SP) e Penápolis (SP) estão paradas, a moagem é direcionada para a maior unidade do grupo, localizada em Queiroz (SP).

Os resultados financeiros referentes à 2018/19 também não escondem a situação financeira complicada da empresa. Ainda assim, eles podem ser considerados positivos no comparativo com temporadas passadas.

Ao longo da safra, o prejuízo registrado pela Clealco foi de R$ 97,96 milhões, uma perda 83% menor ante o ano anterior, quando a usina teve um resultado líquido negativo de R$ 577,88 milhões.

Segundo o CEO da Cleaco, Alberto Pedrosa, o resultado mais recente foi afetado pela contabilização negativa de R$ 50 milhões referente a ativos que não estão mais operacionais, além do impacto da variação de câmbio. “Considerando somente as nossas operações continuadas e excetuando essa variação de taxa cambial, nós teríamos tido um lucro líquido de mais de R$ 60 milhões”, afirma.

De acordo com os números apresentados, a variação cambial impactou os resultados de forma negativa em R$ 105,47 milhões na safra 2018/19. O montante é 247% superior em comparação com o visto na temporada anterior, quando o valor foi negativo em R$ 30,49 milhões.

Outra questão que afetou os resultados de 2018/19 foi justamente a paralisação da usina Penápolis, localizada no município paulista de mesmo nome. A expectativa é que a unidade seja reativada entre 2021 e 2022, quando houver uma maior disponibilidade de cana.

Confira, na versão completa, comentários exclusivos do CEO da Clealco, Alberto Pedrosa, sobre a venda da usina Queiroz, investimentos nos canaviais da empresa, busca da elevação na produtividade e relação com credores e fornecedores.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail