BASF
Açúcar: Mercado

Rabobank detalha como mercado global de açúcar irá de superávit para déficit

Segundo o banco holandês, é esperado um excedente de 1,1 milhão de toneladas em 2018/19, que será seguido por déficit de 4,3 milhões de toneladas


novaCana.com - 09 abr 2019 - 08:20 - Última atualização em: 11 abr 2019 - 09:54

O mercado de açúcar parece estar perto de uma estabilidade entre oferta e demanda. Após um superávit estimado em 11,3 milhões de toneladas no ciclo 2017/18, o banco holandês Rabobank projeta um excedente considerado “modesto”, de 1,1 milhão de toneladas, para a temporada 2018/19.

Já para a safra 2019/20, é esperado um déficit de 4,3 milhões. Conforme relatório trimestral lançado em 22 de março, os motivos seriam, principalmente, as projeções de queda na produção da Índia, Tailândia e União Europeia – grandes produtores mundiais. Elas seriam apenas parcialmente contrabalanceadas por um pequeno aumento da produção brasileira.

No quesito preço, o banco espera que a commodity varie entre 11,5 e 14 centavos de dólar por libra-peso nos próximos meses. Caso fique abaixo de cUS$ 11/lb, o Rabobank acredita que as exportações indianas desacelerariam ou até mesmo parariam – no movimento contrário, acima dos cUS$ 14/lb, seria possível ver um crescimento na oferta do Brasil.

Confira, no conteúdo completo, estimativas e análises do banco sobre moagem, produção, preços, consumo e exportação dos principais produtores de açúcar do mundo.

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar

ou


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail