BASF
Açúcar: Mercado

Green Pool prevê déficit global de açúcar de 5,17 milhões de toneladas

Reduções nas produções de União Europeia, China, Índia e Tailândia contribuem para déficit maior


novaCana.com - 04 out 2019 - 11:22

A consultoria Green Pool elevou sua estimativa para o déficit na safra mundial de açúcar 2019/20 para 5,17 milhões de toneladas, ante a projeção anterior de 3,67 milhões. A empresa australiana disse, na última quarta-feira (2), que o aumento reflete, em parte, os cenários de menor produção da União Europeia e da Índia.

Em relatório, a Green Pool projeta uma queda na produção total, passando de 188,28 milhões para 181,96 milhões de toneladas no comparativo entre as temporadas 2018/19 e 2019/20. “Os preços baixos e o clima desfavorável continuam a reduzir a produção em vários dos maiores países produtores em todo o mundo”, apresenta.

Para o Brasil, a consultoria também enxerga uma redução, com a produção indo de 26,5 milhões para 26,15 milhões de toneladas em 2019/20. “O hidratado manteve um prêmio sobre o açúcar VHP durante todo o ano e isso tem sido firmado por uma demanda forte e contínua pelo combustível tanto hidratado quanto anidro”, afirma.

A Green Pool estimou, ainda, a produção de açúcar da União Europeia em 16,6 milhões de toneladas, ante uma projeção anterior de 17,1 milhões. “Embora a área plantada com beterraba possa ter apoiado o aumento da produção, os rendimentos potenciais caíram porque o clima quente e seco prejudicou a plantação, e a falta de pesticidas também teve um impacto potencial”, afirmou a empresa.

Por sua vez, a China teve sua estimativa de produção reduzida de 10,76 milhões para 10,50 milhões de toneladas, por conta de secas na província de Yuannan, além de chuvas em excesso e redução de área em Guangxi.

Já a produção da Índia em 2019/20 foi revisada para 27,9 milhões de toneladas, ante uma projeção anterior de 28,3 milhões. O valor segue abaixo das 33 milhões de toneladas vistas na temporada 2018/19.

“A maior área de contenção é Maharashtra, que foi atingida por condições secas que reduziram drasticamente o plantio no ano passado e ainda teve algumas áreas inundadas no início de agosto”, detalha o documento. Além disso, um pouco de cana tem sido usada para alimentação de gado, por conta da falta de outros alimentos.

“No entanto, ainda há um excedente de cerca de dois milhões de toneladas, o que levará a um aumento nos estoques indianos”, disse a Green Pool, acrescentando que a única maneira do país resolver a situação é exportar açúcar com subsídios.

Na Tailândia, a produção deverá cair de 14,57 milhões para 12,55 milhões de toneladas entre a temporada anterior e a atual. Os principais motivos para a queda são as dificuldades climáticas e o impacto prolongado dos preços baixos da commodity.

Conforme o documento, o consumo mundial de açúcar deve aumentar de 184,12 milhões de toneladas em 2018/19 para 186,12 milhões de toneladas em 2019/20 – um crescimento de 1,09%. Já os estoques, segundo a Green Pool, têm tendência de queda por conta do déficit, indo de 96,67 milhões para 91,5 milhões de toneladas no comparativo entre as duas safras.

Gabrielle Rumor Koster – novaCana.com
Com informações adicionais da Reuters