PUBLICIDADE
boletim boletim
Milho

Projeção para colheita de milho da Argentina em 2022/23 recua para 50 mi toneladas


Reuters - 29 set 2022 - 07:35

A produção de milho da Argentina deve cair em 2022/23, informou a bolsa de cerais de Buenos Aires nesta quarta-feira, 28, ao fornecer suas primeiras estimativas para a nova temporada de um dos maiores fornecedores globais de grãos.

A estimativa passou de 52 milhões para 50 milhões de toneladas, uma retração justificada pela seca severa enfrentada no país.

Agricultores na Argentina estão iniciando agora o plantio de milho. O país é um dos principais fornecedores globais de milho.

De acordo com o analista da bolsa, Martin Lopez, as condições climáticas adversas podem levar os agricultores a semear soja em áreas que originalmente pretendiam plantar com milho.

A área de soja deve aumentar em 400 mil hectares, para 16,7 milhões de hectares em 2022/23, disse Lopez, enquanto a área de milho deve cair para 7,5 milhões, de 7,7 milhões de hectares.

O agrometeorologista da bolsa, Eduardo Sierra, disse que embora o fenômeno climático La Niña deva durar até o início de 2023, outubro trará as chuvas necessárias para as áreas rurais.

“As chuvas previstas para outubro são boas”, disse Sierra, que prevê entre 50 e 100 milímetros de chuva no cinturão agrícola da Argentina e mais de 100 milímetros nas províncias do norte, onde a seca foi mais prolongada.

Maximilian Heath


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x