Internacional: Açúcar

Produção de cana-de-açúcar deve cair e Índia pode exportar menos açúcar

Clima está afetando a safra de cana indiana, que deve ter uma produção menor de açúcar


Reuters - 05 dez 2022 - 12:31

A produção de açúcar da Índia deve cair 7% na safra atual devido ao clima irregular que reduziu a produtividade dos canaviais, o que pode prejudicar as exportações de maior produtor mundial do adoçante, disseram agricultores, usineiros e comerciantes. Menores exportações de açúcar da Índia, também o segundo maior exportador mundial, poderiam elevar os preços globais e permitir que os rivais Brasil e Tailândia aumentem seus embarques.

"A safra estava parecida com a do ano passado, mas quando começamos a colheita, percebemos que a produtividade estava muito baixa", disse o produtor no distrito de Solapur, Pradip Jagtap, no Estado de Maharashtra, o maior produtor de açúcar da Índia.

Este ano, Jagtap pode colher 530 toneladas de cana nos seus nove acres, abaixo das 750 toneladas do ano anterior. Assim como Jagtap, os outros 192 agricultores de 11 principais distritos produtores de cana de Maharashtra disseram à Reuters que condições de tempo seco prolongado durante o verão, seguidas de fortes chuvas, afetaram a safra.

"O verão foi rigoroso e depois recebemos muita chuva a partir de julho", disse o agricultor Baban Karpe, de Kolhapur. "Os campos ficaram encharcados e a colheita não recebeu luz solar por semanas”, completa. Em média, os agricultores relataram uma queda de 15% no rendimento da cana, mas em alguns bolsões eles disseram que a perda por hectare seria de 35%.

Maharashtra, que responde por mais de um terço da produção de açúcar do país, tinha estimativa de recorde de 13,8 milhões de toneladas de açúcar na atual campanha que começou em 1º de outubro, acima dos 13,7 milhões de toneladas do ano passado, segundo o governo do estado.

Mas uma queda de 15% na produção de cana pode derrubar a produção de açúcar para 11,7 milhões de toneladas, disseram um alto funcionário de uma usina de açúcar e um negociante em uma casa comercial. Ambos se recusaram a ser identificados, pois não estão autorizados a falar com a mídia.

Juntamente com Maharashtra, produtores de cana do estado vizinho de Karnataka também enfrentaram condições climáticas desfavoráveis. Como resultado, a produção de açúcar de Karnataka parece que vai cair para 5,5 milhões de toneladas este ano, contra 6 milhões de toneladas em 2021/22, disse o funcionário da usina.

A menor produção de açúcar em Maharashtra e Karnataka pode reduzir a produção de açúcar da Índia para 33,3 milhões de toneladas no ano atual de 2022/23, contra o recorde do ano passado de 35,8 milhões de toneladas, disseram as usinas em uma estimativa não divulgada anteriormente.

Menos exportações

Nova Delhi permitiu que as usinas exportassem 6,15 milhões de toneladas de açúcar na primeira tranche, e o órgão produtor Indian Sugar Mills Association (ISMA) espera que a Índia destine até 4 milhões toneladas para embarques no exterior na segunda tranche.

Mas uma queda na produção significa que o governo pode permitir um volume menor para exportação na segunda tranche ou até mesmo não aprovar quaisquer outras exportações, disse um negociante de Mumbai, que não quis ser identificado de acordo com política de sua empresa.

A Índia permitiria as exportações depois de garantir que há amplo suprimentos para atender a demanda local de cerca de 27,5 milhões de toneladas, disse um alto funcionário do governo, que não quis ser identificado.

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x