Usinas

Vale do Paraná recebe incentivo fiscal para projeto de irrigação de canaviais

Usina foi habilitada em programa de incentivos e poderá abater mais de R$ 2 milhões em impostos na aquisição de equipamentos


novaCana.com - 16 jun 2020 - 10:24

Um ato publicado hoje (16) no Diário Oficial da União habilitou a usina Vale do Paraná, do grupo Pantaleon, a participar do Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura (Reidi) com um projeto voltado para a irrigação de canaviais. O valor a ser investido pela companhia foi calculado em R$ 22,34 milhões, com uma desoneração estimada em R$ 2,07 milhões.

Localizada em Suzanápolis (SP), a usina protocolou um projeto de irrigação de salvamento para uma área de 14,4 mil hectares. Ela será dividida em 12 módulos que receberão flutuantes, motobombas elétricas, tubulação em alumínio e polietileno, e carretéis de irrigação no modo aspersão.

Segundo o documento, a usina terá o prazo de cinco anos – contado a partir de hoje – para adquirir, locar e importar bens ou serviços com suspensão de PIS/Pasep e Cofins.

A habilitação era esperada desde o final de maio, quando o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) aprovou a Vale do Paraná para o Reidi. Este é o primeiro projeto aceito na modalidade destinada à irrigação, que tem a expectativa de reduzir em até 9,25% os custos para a execução de investimentos na área.

Segundo o ministério, o Reidi Irrigação é um instrumento de incentivo fiscal destinado a investimentos privados em infraestrutura, criado com o objetivo de aumentar a área irrigada em todo o país. O modelo pode ser usado para novas iniciativas e para empreendimentos de ampliação ou modernização.

novaCana.com