BASF
Usinas

Usina Santa Terezinha pede recuperação judicial; dívida da companhia é de R$ 4,6 bi


novaCana.com - 22 mar 2019 - 16:01

Com 10 usinas no Paraná, o grupo Santa Terezinha entrou ontem (21) com um pedido de recuperação judicial. A informação é do jornal Valor Econômico.

Segundo a reportagem, o pedido ocorreu depois que o banco Votorantim, ao qual a Santa Terezinha deve cerca de R$ 150 milhões, entrou com três pedidos de execução na justiça. Uma das ações, que pedia a execução de R$ 40 milhões, chegou a ser executada via BacenJud, sistema que interliga a justiça ao Banco Central e às instituições bancárias.

A execução da dívida, entretanto, teria sido recebida com surpresa pela sucroenergética, que estava prestes a assinar um acordo de renegociação de sua dívida com 18 bancos credores – entre eles o próprio Votorantim.

Tamanho da dívida

A Santa Terezinha estava em negociação com credores a mais de um ano. Em 2018, inclusive, a companhia teria feito um acordo informal para não pagar juros e o principal da dívida durante a reestruturação. Agora, com o pedido de recuperação judicial, as negociações terão que recomeçar do zero.

A dívida estimada da companhia é de R$ 4,6 bilhões. A maior parte deste valor está fixada em dólar (US$ 900 milhões) e é, basicamente, com bancos. Segundo fonte próxima à companhia consultada pelo Valor, praticamente não há pagamentos em atraso com fornecedores e nem impostos vencidos. Também seriam poucos os atrasos com credores trabalhistas.

Unidades paradas

Ainda de acordo com a fonte consultada pelo Valor, apesar de não estar fazendo os pagamentos, a Santa Terezinha manteve seus investimentos em capital de giro e em bens de capital. Isso, contudo, não foi suficiente para resolver os problemas operacionais da companhia, que estaria trabalhando com capacidade ociosa desde 2015.

Com falta de cana devido a adversidades climáticas, três unidades ficaram paralisadas na safra 2018/19. No período, a empresa moeu 14 milhões de toneladas de cana, um valor abaixo das 18 milhões de toneladas registradas em safra 2016/17.

Além disso, na temporada 2019/20, a Usina Goioerê, em Moreira Sales (PR), também deve ficar parada. Conforme a reportagem, a cana da região será direcionada para a Usina Tapejara, no município paranaense de mesmo nome.

O movimento faz parte da estratégia da companhia de formar “clusters” de produção, integrando as atividades operacionais de usinas geograficamente próximas.

Reorganização em andamento

O Valor Econômico ainda relata que a Santa Terezinha realizou mudanças em sua estrutura de governança, com o objetivo de profissionalizar gestão operacional. Com isso, alguns membros da família Meneghetti, dona da companhia, saíram da diretoria e executivos de mercado foram contratados.

novaCana.com