BASF
Usinas

Uisa processa 5 milhões de toneladas de cana em 2019/20; moagem é a maior em seis anos


Agência Estado - 28 nov 2019 - 13:20

A Uisa (antiga Usinas Itamarati) encerrou a safra 2019/20 com a moagem 5,025 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, um recorde dos últimos seis anos. A unidade, localizada em Nova Olímpia (MT), produziu 172 mil toneladas de açúcar e de 286 milhões de litros de etanol.

Os volumes representam altas de 11% sobre as 155 mil toneladas de açúcar e de 0,70% ante os 284 milhões de litros de etanol da safra 2018/19.

“Esses índices refletem nosso potencial e os resultados da reestruturação empreendida nos últimos dois anos, com realização de investimentos em eficiência operacional e no aumento da produtividade”, afirma o diretor financeiro e de novos negócios da Uisa, José Fernando Mazuca Filho. “Demonstra nossa capacidade de superar um ano atípico, com instabilidade no preço do açúcar e um longo período de seca severa”, completa.

A Uisa trabalha com a expectativa de chegar a sua capacidade total de moagem, de 6,3 milhões de toneladas de cana, em 2023. Para a safra 2020/21, a companhia informou que projeta resultados superiores aos da safra encerrada.

“Vamos continuar a investir em nosso canavial e em tecnologias e equipamentos que permitam reduzir o consumo de combustível, que exijam menos manutenção e que ampliem constantemente nossa eficiência operacional”, afirmou Mazuca.

A Uisa foi fundada em 1980 pelo empresário Olacyr de Moraes (morto em 2015) e chegou a ser a maior processadora de cana do mundo. No entanto, enfrentou seguidas crises e, em 2019, passou para o controle de investidores financeiros liderados pelo fundo de private equity CVCIB.