Usinas

Tonon Bionergia tem falência decretada; grupo mantinha controle de uma usina


Campo Grande News (MS) - 09 mar 2020 - 07:37

A Justiça de São Paulo, decretou na sexta-feira (6) a falência do Grupo Tonon Bioenergia, que está em recuperação judicial há mais de quatro anos. Com mais de 50 anos de história, a Tonon Bioenergia era formada pelas unidades Santa Cândida, em Bocaína (SP); Paraíso, em Brotas (SP); e Vista Alegre, em Mato Grosso do Sul.

O grupo entrou com um pedido de recuperação judicial em dezembro de 2015 e teve o plano aprovado em 2017. Como parte da estratégia de recuperação, a companhia realizou o leilão das duas usinas paulistas, que foram adquiridas pela Raízen Energia.

Desde o final do ano passado, porém, a usina não pagou salários e 13º de 600 funcionários, o que agravou a crise no pequeno distrito de Maracaju, em Vista Alegre – a 160 km de Campo Grande (MS). Mesmo em crise financeira, um representante paulista da empresa afirmou, em uma última reunião, que o grupo retomaria as atividades em abril. À época da aprovação do plano, a maior parte da dívida da Tonon estava alocada nesta unidade, que possui capacidade de moagem de 2,5 milhões.

Segundo o secretário de produção do Mato Grosso do Sul, Jaime Verruck, o governo estadual está preocupado com a situação de 600 trabalhadores da indústria, que não recebem seus salários desde novembro do ano passado.

Em entrevista concedida à Rádiowebms, Verruck disse que o Estado espera que um outro grupo se interesse pela compra da indústria. Ele afirma que a indefinição da situação financeira da Tonon impossibilitava interessados na compra da empresa.

O secretário ainda garantiu que o governo vai manter a política de incentivo fiscal para que a empresa volte à atividade o mais rápido possível. Na avaliação dele, a Tonon é moderna, tem contrato no fornecimento de energia e sua operação envolve mais de mil famílias.

Rosana Siqueira


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail