BASF
Usinas

Raízen quer emplacar “novo” etanol, mas Odebrecht contesta


novaCana.com - 31 jan 2014 - 08:41 - Última atualização em: 11 mar 2014 - 08:27

Há exatamente um ano a Raízen deu início, oficialmente, a uma estratégia inédita para dominar as exportações de etanol para os EUA. Ao longo desse período a movimentação aconteceu de forma silenciosa e poucos conheceram os objetivos e detalhes dessa estratégia.

Mas nas últimas semanas documentos vieram à tona e isso mudou. Os primeiros a se manifestarem questionaram a iniciativa e podem atrapalhar os objetivos da empresa controlada pela Cosan. Entre os que argumentam contra os planos da Raízen está ninguém menos do que a gigante Odebrecht Agroindustrial.

Apesar da proposta ter potencial para diminuir significativamente o mercado de exportação das demais usinas, ela já foi previamente aprovada pelo governo da Califórnia nos EUA.

O portal novaCana apresenta a seguir os detalhes do "novo" etanol proposto pela Raízen, como os concorrentes estão tentando desconstruir a iniciativa e por que a Raízen pode garantir uma fatia ainda maior de sua posição privilegiada nas exportações de etanol para os EUA.

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar

ou