BASF
Usinas

Raízen deve moer entre 61 e 63 milhões de toneladas de cana na safra 2019/20


novaCana.com - 19 mar 2019 - 09:16 - Última atualização em: 20 mar 2019 - 10:55

Em fato relevante divulgado hoje (19) pela Cosan, a companhia anunciou suas projeções para 2019, incluindo números específicos para suas empresas controladas.

Em relação à Raízen Energia, a expectativa é de uma moagem entre 61 e 63 milhões de toneladas na próxima safra, a ser iniciada em abril. O número representa um crescimento em relação às 59,72 milhões de toneladas esperadas para 2018/19.

Além disso, para 2019/20, a Cosan também prevê que a companhia alcance um Ebitda entre R$ 3,4 bi e R$ 3,8 bi, com investimentos de R$ 2,7 bi a R$ 2,9 bi.

Ambos os valores também são superiores aos da atual temporada. Para 2018/19, o Ebitda estimado está entre R$ 3 bi e R$ 3,2 bi, com investimentos de R$ 2,55 bi a R$ 2,7 bi.

“Essas estimativas estão sujeitas a diversos fatores de risco e incertezas e são feitas considerando as informações atualmente disponíveis, portanto, dependem substancialmente das condições de mercado, do desempenho da economia brasileira, do setor de negócios da companhia e de suas subsidiárias e dos mercados internacionais, estando, assim, sujeitas a mudanças”, ressalva o diretor de finanças e relações com investidores da Cosan, Marcelo Eduardo Martins.

A Cosan ainda projetou valores de Ebitda para o ano fiscal 2019, de janeiro a dezembro. Para a Raízen Combustíveis, o resultado deve ser entre R$ 2,9 bi e R$ 3,2 bi. Já para a Comgás foi projetado um resultado entre R$ 1,95 bi e R$ 2,1 bi.

Por sua vez, a Moove e a Raízen Argentina receberam projeções mais modestas. A primeira deve ter um Ebitda entre R$ 260 mi a R$ 290 mi, enquanto a segunda ficará de R$ 210 mi e R$ 260 mi.

A Cosan S.A. ainda prevê um Ebitda consolidado entre R$ 5,6 bi e R$ 6 bi para 2019.

novaCana.com