BASF
Usinas

Sem preço mínimo, Usina Revati do Grupo Renuka vai a leilão em 18 de dezembro


Notícias Agrícolas - 13 nov 2018 - 07:44 - Última atualização em: 11 set 2019 - 07:26

Do ponto de vista prático, as chances dos credores do grupo Renuka verem uma parcela do dinheiro que lhes é devido começam ficar mais claras a partir do dia 18 dezembro. Está confirmado para esse dia o leilão da Usina Revati, a primeira das duas unidades da corporação indiana que entrou em recuperação judicial há mais de três anos.

A informação foi dada pela divisão de estruturação financeira da Czarnikow, player mundial na comercialização de açúcar e etanol, que está assessorando a Renuka na desmobilização de seus ativos no Brasil.

O acordo entre os credores, bancos e fornecedores – que representam cerca de 10% do passivo aproximado de R$ 3 bilhões – foi fechado com o devedor e homologado pela Justiça em 26 de setembro. Em termos de valores, os credores que aceitaram a proposta representaram 61,82%, e em quantidade de CNPJs, 92,544%.

A Revati, de Brejo Alegre, no noroste paulista, tinha até 90 dias (contados a partir de 26 de setembro) para ser colocada em leilão, com propostas sendo recebidas em envelope. Na sequência, as partes terão 30 dias para aceitar ou não a melhor proposta. Não haverá preço mínimo estabelecido, também como consta do edital.

O presidente da Associação dos Fornecedores de Cana-de-açúcar do Noroeste Paulista (Norplan), Nelson Peres, torce para que apareçam compradores com boas propostas, pois a entidade reúne parte dos credores da unidade. “Muitos fornecedores estão necessitando desses recursos; não receberam pela cana entregue, mas seus compromissos não puderam esperar”, afirma.

A outra unidade do grupo, a Madhú, de Promissão, com 6 milhões de toneladas de capacidade – quase o dobro de capacidade da Revati –, poderá ser colocada à venda em até 3 anos. Nesse caso, poder ser realizado um leilão ou uma negociação direta com outro grupo, sendo que a venda também estará sujeita à aprovação dos credores.

Giovanni Lorenzon