Usinas

Petrobras Biocombustíveis vende participação na Bambuí Bioenergia por R$ 1

Segundo a estatal, a Bambuí tinha patrimônio líquido negativo


O Globo - 14 jul 2020 - 07:24

A Petrobras informou que vendeu por R$ 1 a participação de 8,4% que detinha na Bambuí Bionergia para a outra sócia da empresa, a Turdus Participações, dona dos 91,6% restantes.

A Bambuí, produtora de etanol, faz parte da Petrobras Biocombustível (PBio). Segundo a estatal, a operação, concluída com o pagamento do valor simbólico de R$ 1, ocorreu porque a Bambuí tinha patrimônio líquido negativo.

“O fechamento da operação foi simultâneo à assinatura do contrato de compra e venda de ações, o que possibilitou a saída imediata do capital da Bambuí”, destacou a estatal.

Na semana passada, a estatal anunciou que iniciou processo de venda da PBio, uma das maiores produtoras de biodiesel no Brasil e proprietária de três usinas, localizadas em Montes Claros (Minas Gerais), Candeias (Bahia) e Quixadá (Ceará).

Recentemente, O Congresso recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para impedir o processo de venda das refinarias pela Petrobras. E a empresa anunciou que 22% de seu quadro de pessoal aderiram a programas de demissão voluntária.

A venda da PBio não inclui a participação nas empresas BSBios e Bambuí Bionergia. Essas duas usinas estão sendo vendidas de forma separada. Na BSBios, a Petrobras é dona de 50% das ações e o processo de desinvestimento já está em andamento desde o fim de 2019.

Na noite desta sexta-feira (10), a estatal também anunciou que a venda da Gaspetro entrou em sua fase vinculante. “Os potenciais compradores classificados para essa fase receberão carta-convite com instruções detalhadas sobre o processo de desinvestimento, incluindo orientações para a realização de due diligence e para o envio das propostas vinculantes”, informou a companhia.

Bruno Rosa


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail