Usinas

Júlio de Castilhos (RS) poderá ter usina de etanol de milho

Estimativa é que a planta gere 150 empregos diretos e 1,5 mil empregos indiretos após um investimento de, aproximadamente, R$ 450 milhões


Diário SM (RS) - 11 out 2022 - 09:15

A instalação de uma usina de etanol à base de milho foi pauta de reunião que ocorreu na última sexta-feira, 7, na sede social do sindicato rural de Júlio de Castilhos (RS). Na ocasião, representantes do município receberam integrantes de empresas do setor usineiro e do agronegócio.

A previsão apresentada é que a fabricação do combustível no município possa gerar cerca de 200 empregos diretos e 1,5 mil empregos indiretos. O investimento está orçado em R$ 450 milhões.

Os empresários informaram que está em andamento o plano de viabilidade econômica do projeto da usina e, também, as questões ambientais. Nos próximos dias, eles devem realizar uma reunião do conselho da indústria, constituído por 11 sócios e consórcios, junto aos bancos financiadores para consolidar o projeto.

A intenção é construir a empresa no município. No entanto, o anúncio somente poderá ser formalizado quando o recurso financeiro estiver liberado.

“Eu e o presidente da Câmara de Vereadores fomos a Sorriso (MT), convidar o empresário Dilceu Rossato a investir nessa usina em Júlio de Castilhos. Eles terão uma reunião para decidir sobre o investimento”, conta o prefeito de Júlio de Castilhos, Bernardo Quattin Dalla Corte (PSDB).

De acordo com ele, serão dois anos de obras em uma área de 20 hectares na área industrial de Júlio de Castilhos. A fábrica terá capacidade para produzir quase 500 mil litros de etanol à base de milho por dia.

José Quintana Jr.


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x