Usinas

Grupo Maringá deve iniciar cogeração junto com moagem da safra 2021/22

Companhia registrou lucro líquido de R$ 82,5 milhões em seus negócios sucroenergéticos em 2020, crescimento de quase 90% na comparação anual


NovaCana - 08 abr 2021 - 09:00

Assim como ocorreu com outras sucroenergéticas, o grupo Maringá afirmou que seus negócios de açúcar e etanol ampliaram seu lucro líquido em 2020, que ficou em R$ 86,52 milhões. O valor, que engloba as empresas Jacarezinho, Canavieira Jacarezinho e Maringá Energia, representa um aumento de 89,5% ante os R$ 45,65 milhões contabilizados em 2019.

Além de atuar no setor, o grupo também controla empresas na área de siderurgia com a Maringá Ferro-Liga. Os resultados agrupados e por segmento foram divulgados no site da companhia; já alguns dos desempenhos individuais foram publicados no Diário Oficial de São Paulo.

Embora os dados específicos da Maringá Energia não tenham sido apresentados, os números das outras duas sucroenergéticas e o resultado agrupado indicam que a empresa teve prejuízo. Isso, porém, era esperado: a previsão é que a comercialização de energia tenha início apenas na safra 2021/22.

“O ano de 2020 viu a materialização do projeto da Maringá Energia, em que o grupo investiu mais de R$ 70 milhões e que deverá, a partir do segundo trimestre de 2021, comercializar 15 MW médios de energia elétrica no mercado livre”, afirma a administração no relatório de divulgação de resultados.

Segundo a empresa, R$ 40 milhões foram levantados via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com a linha Financiamento a Empreendimentos (Finem) e o programa Fundo Clima. O restante foi investido pela controladora e pela usina Jacarezinho.

“A produção de energia via cogeração é mais um passo importante do grupo no provimento de produtos limpos e sustentáveis, que também contribuirá para ampliar e dar maior estabilidade às receitas operacionais da atividade sucroenergética”, afirma a administração, que complementa: “Estamos bastante animados com a perspectiva de evoluir nesta área de negócios ao longo dos próximos anos”.

Leia mais no texto completo (exclusivo para assinantes):

- Produção na safra 2020/21
- Impacto do clima e da pandemia de covid-19
- Resultados do grupo e das empresas
- Receita líquida
- Perfil do endividamento


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail