BASF
Usinas

Falida há dois anos, Usina Floralco entra em leilão por R$ 105 milhões

A unidade pediu recuperação judicial em 2010, mas não conseguiu cumprir com obrigações financeiras


novaCana.com - 23 mai 2019 - 09:58
Usina e 24 propriedades rurais fazem parte do leilão

A Usina Floralco, pertencente às massas falidas da Floralco Açúcar e Álcool e da GAM Empreendimentos e Participações, está sendo leiloada. A primeira praça encerra em 30 de maio, às 15h, com lance mínimo de R$ 105,9 milhões, conforme o valor de avaliação.

No entanto, a expectativa do leiloeiro oficial da Teza Leilões, Erick Teles, é que a venda ocorra posteriormente. Caso não sejam feitos lances, ocorrerá um segundo leilão, com 30% de desconto no valor inicial (chegando a R$ 74,13 milhões) e prazo final em 13 de junho. A quantia pode ser paga de forma parcelada.

“Não podemos dizer que não vai ser vendido [na primeira praça], mas a probabilidade é bem menor. Na segunda, é muito provável que vai vender”, diz. Ele conta que já se reuniu com dois grupos interessados na compra da usina. Além disso, o ativo foi apresentado durante a Semana do Açúcar, em Nova York, e existem empresas internacionais estudando a participação no leilão.

O profissional explica que a falência da GAM Empreendimentos foi decretada oficialmente há dez meses, e o tempo para arrecadar todos os bens junto ao administrador judicial, avaliar e fazer o leilão foi “recorde”.

A unidade industrial está localizada em Flórida Paulista (SP), mais precisamente na Fazenda Tucuruvi, e possui capacidade de moagem de 2,5 milhões de toneladas de cana por safra. Na estrutura, é possível produzir 135 mil toneladas de açúcar, 115 mil litros de etanol e 20 toneladas de levedura por dia.

Segundo a Teza Leilões, a usina pode gerar três mil empregos diretos e mil indiretos, impactado na economia de mais de dez municípios. Ela possui duas linhas de moenda, e produção de vapor e energia elétrica por meio de duas caldeiras com capacidade nominal de 80 toneladas e de 120 toneladas de vapor por hora cada.

Além da unidade, o leilão inclui 24 propriedades rurais, totalizando 3,03 mil hectares; cerca de 80% do total, 2,47 mil hectares, é de canavial. Eles estão localizados em Flórida Paulista, Irapuru, Pacaembu e Dracena, todos municípios paulistas.

Separadamente, a usina foi avaliada em R$ 35 milhões e as terras, em R$ 70 milhões. Uma parcela das propriedades, no entanto, possui problemas documentais.

Saiba mais sobre o leilão, a atual situação da Floralco e o histórico que levou à falência das companhias no texto completo.

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar

ou