Usinas

Assembleia de credores da Atvos em modalidade virtual é marcada para 17 de abril

Novo plano judicial já foi apresentado pela companhia, porém reunião não irá incluir votação sobre o documento


novaCana.com - 14 abr 2020 - 08:47

Em comunicado enviado ao mercado, a Atvos (antiga Odebrecht Agroindustrial) divulgou que irá realizar uma assembleia geral de credores em modalidade virtual no dia 17 de abril, às 13 horas. De acordo com a companhia, o encontro não terá caráter deliberativo, ou seja, não será feita uma votação.

“[Na assembleia] serão esclarecidas todas as dúvidas sobre o plano de recuperação judicial da Atvos, documento disponível na íntegra para consulta no site da empresa, e será definida a data de nova assembleia geral de credores para deliberação e aprovação do plano”, descreve.

Ainda conforme o comunicado, a identificação dos participantes será feita a partir das 9 horas. Poderão participar apenas os credores que estão cadastrados desde a assembleia realizada em 17 de dezembro de 2019. Além disso, eles devem seguir as instruções da administradora judicial Alvarez & Marsal para ingressar na plataforma a ser utilizada.

“A confirmação deste procedimento ocorre diante da prorrogação de quarentena determinada pelo Governo do Estado de São Paulo no combate à disseminação da Covid-19 (coronavírus)”, reforça o comunicado.

Plano de recuperação

O novo plano de recuperação judicial da Atvos foi apresentado pela companhia no começo de abril. Segundo reportagem do Valor Econômico, ele determina que a sucroenergética poderá buscar compradores e trocar de controle até 31 de março de 2022, quando termina a safra 2021/22.

Ainda conforme a reportagem, caso a venda da Atvos aconteça no prazo, metade da dívida financeira da companhia será convertida em debêntures. A conversão, porém, pode ocorrer a qualquer momento, dependendo de uma decisão dos credores.

Mas, se companhia não for vendida, a Atvos terá que emitir debêntures que darão direito a bônus de subscrição para os credores financeiros, dentre os quais estão bancos e os fundos LoneStar e Castlelake.

Outra medida prevista no plano é que os compradores da NewCo (companhia que será criada e detida pela Atvos Agroindustrial) também receberão debêntures conversíveis em ações da Atvos. Desta forma, os acionistas terão 10% da dívida financeira convertida em debêntures.

novaCana.com
Com informações do Valor Econômico