PUBLICIDADE
ARMAC
Usinas

ANP espera sete novas usinas de etanol em 2022; no total, 23 estão em construção

Com os empreendimentos, a expectativa é que uma capacidade de produção diária de 14,16 milhões de litros de etanol seja acrescentada à oferta nacional nos próximos anos


NovaCana - 08 mar 2022 - 09:55 - Última atualização em: 17 mar 2022 - 10:27

Errata (17/03, às 10h30): Ao se referir à projeção de novas usinas feita pela EPE, este texto mencionava apenas as nove unidades de cana-de-açúcar. A informação foi corrigida para incluir as oito plantas flex e as 23 exclusivas de milho.

Em meio a preços elevados de açúcar e etanol e a um cenário de crescimento do etanol de milho, os investimentos em novas unidades cresceram. De acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) consultados em 2 de março, 23 usinas estão em processo de construção no momento.

Conforme a ANP, estes empreendimentos terão capacidade de acrescentar até 8,23 milhões de litros diários à oferta nacional de etanol hidratado e 5,93 milhões à de anidro. Assim, eles totalizam 14,16 milhões de litros ao dia.

No início de 2021, a projeção era de 17 novos empreendimentos – destes sete saíram do acompanhamento da agência, com uma autorização de operação, um adiamento, três arquivamentos e dois processos sem justificativas formais. Naquele momento, a previsão era que as unidades adicionariam até 4,47 milhões de litros à oferta de hidratado e 2,29 milhões à de anidro, alcançando 6,77 milhões de litros ao dia.

Assim, dez projetos ainda se mantêm em construção, integrando a contagem das 23 novas unidades esperadas pela ANP. Ou seja, no último ano, a agência adicionou 13 novas obras ao acompanhamento.

Em seu mais recente plano decenal, a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) projeta que, até 2031, o Brasil terá 40 novas usinas de etanol de instaladas. Destas, nove utilizariam apenas cana-de-açúcar e 23 apenas milho, com oito usinas adotando ambas as matérias-primas.

O Brasil conta atualmente com uma capacidade de 244,95 milhões de litros diários de hidratado, o que representa um crescimento ante os 241,79 milhões de litros do mesmo período do ano anterior. Já de anidro, a produção máxima é de 131,57 milhões de litros ao dia, ante os 128,92 milhões de janeiro de 2021. No momento, 356 usinas estão autorizadas a produzir o biocombustível.

Somando a capacidade atual e as construções em andamento, o potencial brasileiro de produção de etanol pode chegar a 390,63 milhões de litros por dia nos próximos anos, sendo 253,13 milhões de hidratado e 137,5 milhões de anidro.

Das 23 unidades em construção, nove são processadoras de cana-de-açúcar; dez são de milho; três são de cereais não especificados; e apenas uma é de soja.

Veja o acompanhamento completo sobre as usinas de etanol em construção – incluindo localizações, empresas vinculadas, andamento das obras e capacidade projetada de cada uma delas – no texto exclusivo para assinantes NovaCana.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



PUBLICIDADE BASF GIGA INTERNAS BASF GIGA INTERNAS

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x