Financeiro

Após venda de unidade, Abengoa segue apresentando resultados no vermelho em 2020

Ainda que com menores perdas do que em 2019, as dívidas aumentaram no mesmo comparativo


NovaCana - 10 jun 2021 - 08:49

A Abengoa Bioenergia, que possui uma usina em São João da Boa Vista (SP) e é subsidiária da espanhola Abengoa, vem passando por diversas situações complicadas ao longo dos últimos anos.

Em 2020, pela 11ª vez consecutiva, a companhia registrou resultado líquido negativo: entre janeiro e dezembro, as perdas foram de R$ 134,61 milhões. Ainda assim, em comparação com o mesmo período de 2019, o prejuízo caiu 44,1%, uma vez que o resultado anterior foi de R$ 240,79 milhões negativos.

Inclusive, mesmo com a soma desfavorável, este foi o menor prejuízo desde 2012; a empresa chegou a reportar perdas de R$ 345,16 milhões em 2016. Assim, desde 2010, a Abengoa Bioenergia acumula um total de R$ 2,01 bilhões negativos.

Com este histórico, as dívidas da companhia chegaram ao ponto mais alto desde o início da série histórica, em 2009, atingindo R$ 1,08 bilhão em 31 de dezembro de 2020.

No texto completo, apenas para assinantes, saiba mais sobre o desempenho financeiro da companhia. Além disso, leia mais sobre:

- Resumo dos acontecimentos de 2020
- Venda da unidade São Luiz
- Resultado líquido da companhia
- Evolução do endividamento
- Relação entre receitas e custos
- Histórico de resultados dos últimos 12 anos


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail



x