Financeiro

Com usina de etanol de milho já em operação, Cerradinho Bioenergia triplica lucro


novaCana.com - 16 jul 2020 - 11:21

Os resultados no azul têm sido uma constante para o grupo Cerradinho Bioenergia. Na safra 2019/20, ele foi ainda mais positivo, motivado especialmente pelo início da operação da planta voltada para etanol de milho, também localizada em Chapadão do Céu (GO), em novembro de 2019.

Com capacidade de moagem de 571 mil toneladas do grão, a unidade pode produzir até 243 milhões de litros de etanol, 172 mil toneladas de DDG (grão de milho seco por destilação) e 7 mil toneladas de óleo. O investimento para construção da planta foi de R$ 280 milhões.

Com as duas unidades em operação, o grupo saiu de um resultado positivo de R$ 37,22 milhões em 2018/19 para R$ 108,36 milhões em 2019/20. No comparativo entre as duas temporadas, isto significa um aumento de 191,13%.

Mas a razão do crescimento não foi apenas a entrada da nova usina, que operou por cinco meses em 2019/20. Conforme reportagem publicada no Valor Econômico, a empresa também realizou investimentos na capacidade de moagem de cana e, no ciclo passado, fez ajustes operacionais para reduzir ou eliminar gargalos.

Ainda de acordo com o Valor, assim que a pandemia de coronavírus começou, a empresa – que não produz açúcar – teve que realizar alguns ajustes. A Cerradinho vendeu 45 mil toneladas de milho dos seus estoques entre março e abril e também realizou a renegociação de contratos; um deles, no valor de R$ 150 milhões. Além disso, a companhia fez um aporte de R$ 50 milhões.

Em 2019/20, a empresa reportou uma receita de R$ 1,17 bilhão, 44,33% a mais que os R$ 817 milhões de um ano antes. Já os custos com os produtos vendidos tiveram uma ampliação de 39,6%, passando de R$ 624,78 milhões para R$ 872,19 milhões no comparativo entre os dois anos-safra.

Confira, na versão completa (restrita para assinantes), gráficos e mais informações sobre:

- Evolução do lucro líquido
- Desempenho operacional
- Despesas e receitas financeiras
- Evolução da produção
- Perfil da dívida
- Posição das debêntures
- Alavancagem financeira


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail