Financeiro

Usina Coruripe tem segundo rebaixamento em cinco meses; perspectiva segue negativa

Emissões de CRAs da companhia foram novamente afetadas e também tiveram suas notas reduzidas pela Standard & Poors


novaCana.com - 24 out 2018 - 08:41

Em junho, a volatilidade do setor sucroenergético e a alta alavancagem da Usina Coruripe levaram a agência de classificação de risco Standard & Poors (S&P) a reduzir as notas da companhia. Agora, menos de cinco meses depois, a S&P anunciou mais um rebaixamento.

“O desempenho operacional da processadora brasileira de cana-de-açúcar Coruripe continua a se enfraquecer em meio aos fundamentos desfavoráveis da indústria, que incluem uma seca na região onde a empresa opera e os baixos preços do açúcar”, justifica a agência. Além disso, o endividamento da companhia em dólar e a alta carga de juros também estão pressionando seus resultados.

Com isso, os ratings de crédito a longo prazo da Coruripe passaram de B+ para B- na escala global – mantendo-a na categoria de especulação – e de brAA-/brA-1+ para brBBB-/brA-3 na nacional.

A S&P ainda manteve a perspectiva negativa em relação às notas da usina, indicando que podem ocorrer novos rebaixamentos em futuras avaliações. “A perspectiva negativa dos ratings de longo prazo reflete nossa visão de que a liquidez da empresa poderá sofrer mais pressões nos próximos três a seis meses”, afirma.

No texto completo, saiba mais sobre o perfil de endividamento da companhia, sua capacidade de geração de caixa e alternativas possíveis para evitar um novo rebaixamento. Além disso, confira a classificação dada às emissões de CRA da Coruripe.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR