BASF
Financeiro

São Martinho sofre com estiagem e lucro cai 60,9% no 3º trimestre de 2018/19

O terceiro trimestre da safra 2018/19 trouxe resultados em queda para o grupo, que controla três usinas em São Paulo e uma em Goiás


novaCana.com - 12 fev 2019 - 08:42 - Última atualização em: 12 fev 2019 - 15:52

O terceiro trimestre da safra 2018/19 trouxe resultados mais baixos para o grupo São Martinho, que controla três usinas em São Paulo e uma em Goiás. Apesar de ter registrado uma diminuição de apenas 4,3% na receita em comparação com o mesmo período do ano passado, a companhia viu seu lucro líquido cair 60,9% – de R$ 168,5 milhões para R$ 65,9 milhões.

Parte desse resultado se deve ao aumento de 12,7% nos custos de produção. Entre outubro e dezembro de 2017, a empresa registrou despesas de R$ 549,9 milhões, valor que saltou para R$ 619,8 milhões na atual temporada.

sao martinho 120219 1 sumario executivo

Segundo a São Martinho, isso ocorreu por causa de uma longa estiagem, que prejudicou a oferta de cana-de-açúcar. No acumulado da safra, as usinas moeram 20,45 milhões de toneladas de cana, uma redução de 7,9% ante o mesmo período de 2017/18.

“Apesar da queda no volume de cana processada, o ATR médio apresentou crescimento de 1,7% (142,2 kg/t), de forma que o total de ATR produzido na safra caiu apenas 6,3% em relação à safra anterior”, pondera.

sao martinho 120219 2 operacionais

Além disso, a receita teria sido prejudicada pela estratégia de concentrar os embarques de açúcar no fim da temporada, de modo que essas vendas serão contabilizadas apenas após março deste ano – no encerramento do trimestre, os estoques da companhia somavam 363,4 mil toneladas de açúcar (-15,5%) e 439,8 milhões de litros de etanol (+7,6%). A São Martinho ainda registrou uma menor comercialização de energia elétrica em suas unidades de cogeração.

sao martinho 120219 7 estoques

A empresa, entretanto, comenta que a queda na comercialização de energia foi parcialmente compensada pelo maior preço médio de etanol no período e por um aumento no volume comercializado. No trimestre, a receita líquida da São Martinho caiu 6,1%, de R$ 895,1 milhões para R$ 840,8 milhões. No acumulado da safra, o recuo é menor, de 3,6%, com 2018/19 registrando R$ 2,24 bilhões.

Assim, no trimestre, o Ebitda ajustado da São Martinho foi de R$ 417,3 milhões (-16,1%), com margem Ebitda ajustada de 49,5%.

Resultados por produto

Conforme a São Martinho, 61,7% da receita no trimestre foi obtida com a venda de etanol, que totalizou R$ 480,1 milhões no mercado doméstico e R$ 39,9 milhões em exportações. Essa receita líquida representa um crescimento de 24,2% em comparação com o resultado visto no mesmo período da safra anterior.

Em volume, isso significa um crescimento de 17,8% nas vendas, que subiram de 241,1 milhões para 284,1 milhões de litros no comparativo anual.

sao martinho 120219 5 etanol

Já a comercialização de açúcar viu uma queda de 34,2% na receita líquida total, com R$ 235,5 milhões obtidos no mercado externo e R$ 34,4 milhões no doméstico. A redução no volume vendido ficou em 26,5%, de 328,1 mil para 241,1 mil toneladas.

“A queda do resultado reflete, principalmente, a redução de 26,5% no volume vendido – em linha com a estratégia de direcionar maior mix de produção para o etanol nesta safra –, a redução do preço médio de comercialização do açúcar em 10,5% no trimestre e a estratégia da companhia de concentrar os embarques no próximo trimestre”, justifica a São Martinho.

sao martinho 120219 4 acucar

As vendas de eletricidade, por sua vez, geraram uma receita de R$ 40,2 milhões no trimestre, uma queda de 29,4% no comparativo anual. O resultado, segundo a São Martinho, é derivado do menor volume vendido – 195,7 GWh, uma redução de 20,8% – e da queda de 10,9% no preço médio.

sao martinho 120219 6 cogeracao

No acumulado da safra, a queda na receita com a venda de açúcar é ainda mais acentuada, de 43,9% (R$ 741,2 milhões contra R$ 1,3 bilhões). Já a redução da comercialização de energia é minimizada, com um resultado 1,8% menor (R$ 197,5 milhões contra R$ 201,2 milhões). Em contrapartida, a receita líquida com etanol cresceu 36,2% no período de março a dezembro, alcançando R$ 934,8 milhões.

sao martinho 120219 3 receita liquida

Endividamento

Em 31 de dezembro, a São Martinho acumulava uma dívida líquida de R$ 3,1 bilhões – valor 26,1% superior aos R$ 2,5 bilhões registrados ao final da safra anterior. Deste total, R$ 710 milhões possuem vencimento ao longo de 2019.

sao martinho 120219 8 divida

“O aumento refletiu principalmente um maior capital de giro utilizado no período, em decorrência do crescimento dos estoques de produtos finais, que serão revertidos em caixa até o final desta safra”, afirma a companhia.

A empresa ainda divulgou que a relação entre a dívida líquida e o Ebitda estava em 1,8 vez em dezembro.

Renata Bossle – novaCana.com