Financeiro

Santa Adélia pretende emitir debêntures no valor de até R$ 200 milhões

Grupo pretende investir na renovação dos canaviais e nas unidades de Jaboticabal e Pereira Barreto


NovaCana - 22 nov 2021 - 14:35

O Ministério de Minas e Energia aprovou como prioritário o projeto de investimento do grupo Santa Adélia. Agora, a companhia está autorizada a emitir debêntures incentivadas, de acordo com a portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU).

E a geração dos títulos deve ocorrer em breve. Na última quarta-feira, 17, a companhia publicou no Diário Oficial de São Paulo um edital de convocação para assembleia geral entre os acionistas, justamente com o objetivo de discutir a emissão – entretanto, o documento não especifica se é referente ao projeto aprovado pelo MME.

Os papéis a serem discutidos na reunião de 26 de novembro serão do tipo simples, não conversíveis em ações, e poderão chegar a R$ 200 milhões.

As debêntures incentivadas, por sua vez, estão vinculadas a um projeto para recuperação da cana-de-açúcar de duas unidades do grupo, Jaboticabal e Pereira Barreto, localizadas em cidades homônimas no estado de São Paulo.

De acordo com a proposta enviada ao MME, a estimativa da sucroenergética é que as usinas apresentem uma moagem média de 10,3 milhões de toneladas nas temporadas 2020/21 e 2021/22, com 75% deste total vindo de produção própria.

Saiba mais sobre as novas debêntures no texto completo (exclusivo para assinantes).


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail



x