Financeiro

S&P reavalia Adecoagro, Cerradinho, Cocal, CMAA e Jalles Machado; eleva perspectivas

Seis meses após comunicar ações de rating negativas, agência de classificação de risco reavaliou saúde financeira das sucroenergéticas


NovaCana - 03 dez 2020 - 09:26

O impacto da pandemia de coronavírus no setor sucroenergético ainda está sendo calculado por usinas e empresas especializadas. Em abril, em meio a uma drástica queda no consumo de etanol e a projeções econômicas desfavoráveis para o país, a S&P Global Ratings alterou a perspectiva de crédito de seis das oito empresas do setor avaliadas, passando a indicar a possibilidade de um rebaixamento em suas classificações.

Agora, a agência de classificação de risco afirma que já reviu a situação de cinco delas – Adecoagro, Cerradinho, Companhia Mineira de Açúcar e Álcool (CMAA) e Jalles Machado –, optando por remover a perspectiva negativa em todos os casos. A exceção é a Coruripe, que solicitou a retirada de seus ratings em setembro. São Martinho e Raízen, por sua vez, não foram afetadas pela revisão realizada em abril.

Desta forma, todas as companhias sucroenergéticas avaliadas pela S&P possuem, neste momento, perspectiva de crédito estável. Isso significa que a agência não espera um rebaixamento ou uma elevação na próxima avaliação anual.

Segundo a S&P, um dos principais motivos para a mudança foi a projeção de melhora no mercado doméstico de etanol. “Esperamos que o balanço relativamente apertado entre oferta e demanda do biocombustível no mercado nacional suporte os preços na entressafra, visto que muitas usinas otimizaram a produção de açúcar”, afirma e completa: “Isso resultará em uma queda de em torno de 5% nos preços médios de venda para a safra corrente, de acordo com nosso cenário de caso-base”.

Juntamente com a alteração nas perspectivas, a agência também divulgou relatórios específicos sobre a saúde financeira de três das companhias analisadas: Adecoagro, Cerradinho e Jalles Machado.

Saiba o que dizem estes documentos no texto completo (exclusivo para assinantes).


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail