Financeiro

Raízen suspende projeções financeiras e operacionais da safra 2020/21

Inicialmente, sucroenergética projetava um crescimento de 7,4% na moagem ante a temporada passada


NovaCana - 08 abr 2020 - 07:45

Em fato relevante enviado ao mercado, a Raízen Energia anunciou que decidiu suspender suas projeções financeiras e operacionais para a safra 2020/21. A justificativa é o “atual contexto de incertezas”, uma consequência da pandemia do coronavírus (Covid-19) e seus reflexos no mercado.

“A companhia poderá retomar a publicação de projeções tão logo tenha maior clareza de possíveis impactos em seus resultados”, afirma a Raízen.

Em fevereiro, a sucroenergética divulgou que pretendia alcançar uma moagem entre 61 milhões e 64 milhões de toneladas na temporada, em meio a um clima mais favorável para as lavouras. A companhia também pretendia obter um Ebitda entre R$ 3,5 milhões e R$ 3,9 milhões, além de realizar investimentos entre R$ 2,85 milhões e R$ 3,05 milhões.

Plano de contingência

Ainda no fato relevante desta terça-feira (7), a Raízen afirmou que, desde o início da pandemia do Covid-19 no Brasil, implantou um plano de contingência. O objetivo é preservar a saúde dos colaboradores, mas também a segurança e a continuidade das operações essenciais. O plano também envolve contatos com autoridades, fornecedores, clientes e stakeholders.

“Este plano de contingência vem sendo avaliado a cada dia e atualizado em função da evolução desta pandemia. A Companhia segue atenta aos desdobramentos e impactos da pandemia na economia global e local, buscando identificar riscos e oportunidades e adequando expectativas em função dos cenários que se apresentam”, complementa a Raízen.

novaCana.com