BASF
Financeiro

Raízen lucra R$ 285,2 milhões em 2018/19 – a safra da companhia detalhada em 35 gráficos

Gráficos exclusivos apresentam resultados financeiros, industriais e agrícolas da Raízen Energia – trimestre a trimestre – nas últimas cinco safras. Moagem, mix de produção, vendas, receitas, lucro e estoques estão entre os aspectos observados


novaCana.com - 23 mai 2019 - 10:18

A safra 2018/19 foi marcada por recuos nos resultados da Raízen Energia. Conforme dados apresentados pela Cosan, principal acionista e controladora da sucroenergética, a moagem no período foi de 59,72 milhões de toneladas – queda de 2,4% em relação às 61,22 milhões de toneladas vistas em 2017/18.

Financeiramente, a queda foi sentida com mais intensidade. Embora o resultado líquido da companhia na última safra tenha sido positivo em R$ 285,25 milhões, ele representa uma queda de 43,5% no comparativo anual. Esse também é o desempenho mais fraco da companhia desde a safra 2014/15.

De acordo com a Cosan, a queda na moagem foi causada principalmente por conta de uma diminuição no rendimento dos canaviais, provocado por influência do clima; ainda que esse fator tenha sido parcialmente compensado por conta de uma melhora na concentração de açúcar total recuperável (ATR) na cana.

Em relação aos resultados financeiros, a companhia justifica que eles acompanharam as flutuações nos preços. “As cotações internacionais de açúcar estiveram pressionadas durante todo o período, em razão do nível elevado dos estoques globais da commodity”, argumentam.

Como consequência, a Raízen optou por aumentar o direcionamento do mix de produção para o etanol. Na média da temporada 2018/19, 52% da matéria-prima foi destinada à fabricação do biocombustível, ante 45% na safra anterior. Apesar disso, o indicador foi inferior à média do Centro-Sul, que direcionou 64,8% da cana-de-açúcar para o etanol no período.

Para mostrar esse desempenho, trimestre a trimestre, o novaCana compilou 35 gráficos exclusivos com os resultados financeiros, industriais e agrícolas da Raízen, trazendo números das últimas cinco safras.

- Produtividade
- Produção de etanol
- Produção de açúcar
- ATR
- Nível de mecanização
- Estoques de etanol
- Estoques de açúcar
- Diferenças no teor de açúcar ao longo do ano
- Cogeração: energia vendida, receita e preço médio
- Etanol: volume vendido, receita e preço médio
- Açúcar: volume vendido, receita e preço médio
- Receita operacional
- Composição das vendas
- Destino da produção ao longo da safra: mercado externo e interno
- Evolução financeira

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar

ou