PUBLICIDADE
BN novacana 1300x150
Financeiro

Raízen eleva projeção de ganhos para o fechamento da safra 2021/22

Na revisão, a sucroenergética considera um maior rendimento com etanol, mas enxerga redução no mercado de açúcar


NovaCana - 15 fev 2022 - 11:46

A Raízen publicou no final da tarde de ontem, 14, uma revisão de suas projeções financeiras e operacionais para a safra de 2021/22. Os números levaram em conta os resultados do terceiro trimestre e atualizam as estimativas divulgadas em novembro do ano passado.

Assinado pelo diretor financeiro e de relações com investidoras da Raízen, Guilherme de Vasconcelos Cerqueira, o documento traz atualizações relacionadas ao Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado em três âmbitos da empresa.

No consolidado, a Raízen espera um Ebitda entre R$ 10,40 milhões e R$ 11,20 milhões, ante um intervalo de R$ 10 milhões a R$ 11 milhões projetado em novembro.

raizen guidance 150222

A maior parte deste valor virá do setor de renováveis – etanol, cogeração de eletricidade e outros produtos –, com entre R$ 4,7 milhões e R$ 5 milhões.

De acordo com o relatório da Raízen, a revisão se deve aos preços do etanol e da energia, que contribuíram para que as operações de comercialização da empresa fossem maximizadas. “Este aumento é parcialmente compensado pelo efeito de menor diluição dos custos fixos agroindustriais”, afirma o texto.

Já o Ebitda ajustado no açúcar foi o único item alterado para baixo, ficando entre R$ 1,9 milhões e R$ 2,1 milhões, ante os R$ 2,4 milhões e R$ 2,6 milhões previstos em novembro. Esta redução é justificada pelo menor volume produzido, pela inflação sobre insumos e pela alta no valor pago aos fornecedores de cana-de-açúcar.

Além disso, a Raízen declara que parte do seu estoque de açúcar poderá ser comercializado durante a próxima safra “com o intuito de maximizar o retorno da operação e rentabilidade”.

Segundo o relatório, as projeções para açúcar e renováveis incluem as expectativas de resultados das usinas da Biosev, que foram compradas pela Raízen no ano passado.

Por fim, o Ebitda do segmento de marketing e serviços da empresa – composto por distribuição, lojas de conveniências e operações na Argentina e no Paraguai – aumentou para o intervalo de R$ 3,8 milhões a R$ 4,1 milhões.

A elevação, segundo a empresa, reflete uma série de fatores, como os ganhos das estratégias de suprimentos aplicadas no Brasil e o próprio aumento das vendas.

O documento divulgado pela empresa afirma que, ainda que o período de moagem de cana-de-açúcar tenha se encerrado, o início da próxima temporada poderá ser antecipado. Assim, a Raízen pode contabilizar novas produções de açúcar e etanol a partir de março.

A empresa também destaca para seus investidores que a projeção não representa uma promessa de desempenho, mas estimativas de negócios, e são baseadas em premissas administrativas. Assim, elas estão sujeitas a fatores de risco e incertezas e dependem de variáveis de mercado.

Giully Regina – NovaCana

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
Card image


x