Financeiro

Programa BNDES RenovaBio pode beneficiar outros elos da cadeia após 2022


Agência Estado - 26 mar 2021 - 07:56

O programa BNDES RenovaBio pode, no futuro, ser modificado para beneficiar outros elos da cadeia além das usinas, afirmou o chefe do departamento do complexo agroalimentar e de biocombustíveis do banco, Mauro Mattoso.

“A validade desse produto é até dezembro de 2022. Depois disso, vamos analisar e talvez outros elos da cadeia possam ser beneficiados”, disse ele nesta quinta-feira no webinar “RenovaBio como impulsionador da indústria de base do setor”, promovido pela Fenasucro & Agrocana Trends em parceria com a General Chains. “Mas o BNDES já atua em outros elos da cadeia com outras linhas. Vamos dar tempo ao tempo”.

Hoje, o projeto consiste em fornecer empréstimos a produtores de biocombustíveis e reduzir a taxa de juros ao longo do período de pagamento caso metas de redução na emissão de dióxido de carbono sejam cumpridas.

Mesmo no formato atual, Mattoso afirma que os fornecedores das usinas também devem se beneficiar. “Para a usina melhorar, vai ter que usar mais tecnologia, equipamentos melhores e trabalhar com fornecedores”, argumenta.

Ele disse ainda que, recentemente, o presidente do BNDES, Gustavo Montezano, se mostrou animado com o RenovaBio em reunião. “Ele disse que precisa conectar com outros setores, criar um mercado de carbono, colocar florestas e precificar todos no mesmo mercado”.

Augusto Decker


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail