Financeiro

Lucro da Raízen atinge R$ 439,8 milhões em 2020/21, crescimento anual de 820%

Maior disponibilidade de produtos e melhores preços garantiram resultado positivo para a companhia


NovaCana - 17 mai 2021 - 12:12

A Raízen Energia, maior grupo sucroenergético do Brasil, registrou lucro líquido de R$ 439,8 milhões no acumulado da safra 2020/21. O resultado de janeiro a março de 2021, período de entressafra que finaliza o ciclo, foi divulgado por sua controladora, Cosan, na última sexta-feira, 14.

O lucro acumulado da temporada ficou 820,1% acima do registrado em 2019/20, de R$ 47,8 milhões. O aumento se deve especialmente ao resultado do terceiro trimestre, de R$ 385,9 milhões; na entressafra, o dado ficou em R$ 181,1 milhões, 25,9% abaixo dos R$ 244,4 milhões do mesmo período da safra anterior.

O documento também destaca os lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) da companhia. Efetivamente, o indicador chegou a 5,48 bilhões no acumulado da temporada, 24,8% acima do resultado anterior, de R$ 4,39 bilhões. Na entressafra de 2020/21, o Ebitda ficou em R$ 1,55 bilhão, 19,6% abaixo do mesmo período do ano anterior, de R$ 1,92 bilhão.

Já no Ebitda ajustado, o comparativo do acumulado teve uma diferença menor, de 13,7%, saindo de R$ 3,4 bilhões em 2019/20 para R$ 3,9 bilhões em 2020/21. Entre janeiro e março, o resultado mais recente ficou em R$ 1,04 bilhão, queda de 32,8% em relação aos R$ 1,54 bilhão do período anterior.

Confira, na versão completa, restrita para assinantes, mais detalhes do fechamento da safra 2020/21 da Raízen, com informações sobre produção, comercialização dos produtos e perspectivas para o futuro da empresa.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail



x