PUBLICIDADE
ARMAC
Financeiro

Lucro da Jalles Machado sobe 3,8% no 1º trimestre da safra, para R$ 120 milhões


Reuters - 12 ago 2022 - 08:32

A companhia de açúcar e etanol Jalles Machado registrou lucro líquido de R$ 120 milhões no primeiro trimestre da safra 2022/23, aumento de 3,8% ante igual período do ciclo anterior, conforme balanço divulgado nesta quinta-feira, 11.

A geração de caixa medida pelo Ebitda ajustado teve alta de 18,6% no comparativo anual, para R$ 325,5 milhões, enquanto a margem Ebitda aumentou 1 ponto percentual, para 73,5%.

A receita líquida aumentou 17%, para R$ 442,8 milhões, sendo R$ 382,7 milhões provenientes do mercado interno, que cresceu 12,6%.

jalles machado 120822 resultado

A moagem de cana-de-açúcar da companhia atingiu 2,26 milhões de toneladas, aumento de 6,9% em relação ao primeiro trimestre da safra passada, com menor produtividade e maior volume de açúcares totais recuperáveis (ATR).

jalles machado 120822 moagem

O mix de produção contou com 62% da matéria-prima destinada à fabricação de etanol e 38% ao açúcar. Com isso, a fabricação do biocombustível aumentou 17,3%, para 105,8 mil metros cúbicos e a de açúcar subiu 4,8%, a 105,7 mil toneladas.

“No trimestre, o ATR comercializado foi 2,5% menor, com destaque para a venda de etanol anidro (+348,5%) e de açúcar (2,9%), parcialmente compensados pela diminuição de etanol hidratado (-39,7%)”, disse a empresa.

jalles machado 120822 vendas

A Jalles Machado pontuou que o movimento do governo federal para amenizar a alta nos preços dos combustíveis (gasolina e diesel), por meio de uma Proposta de Emenda à Constituição, “trouxe algumas incertezas para o setor”.

A empresa disse que, ao mesmo tempo, o governo e o Congresso sinalizam reconhecer a importância de se manter a competitividade do etanol, dada a grande contribuição para a descarbonização no Brasil e no mundo, adotando medidas compensatórias.

“Porém, ainda não está claro de que forma os créditos fiscais criados para os produtores de etanol com o objetivo de manter a competitividade frente a gasolina será realizada na prática”, afirmou.

A Jalles Machado ressaltou que aproveitou o bom momento de preços do biocombustível no início da safra, principalmente entre abril e maio, antes das medidas do governo com alteração de impostos que reduziu os preços, construindo solidez financeira e forte posição de caixa.

“Dessa forma, temos a opção estratégica de limitar a venda de etanol até 31 de dezembro, quando se encerra a medida emergencial de isenção de impostos federais. O que não significa necessariamente que precisaremos fazer, caso as medidas compensatórias sejam esclarecidas”, completa.

Em relação ao volume de açúcar com preços fixados, a empresa relata que já negociou o equivalente a 78% do volume a ser produzido em 2022/23 e 2023/24, a preços médios de R$ 1.692/t e R$ 1.951/t, respectivamente. Além disso, foi comercializado 34% do volume esperado para 2024/25, a R$ 2.345/t.

jalles machado 120822 hedge

Nayara Figueiredo
Com informações adicionais NovaCana


PUBLICIDADE FMC_VERIMARK_INTERNO FMC_VERIMARK_INTERNO

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x