BASF
Financeiro

GranBio tem novo prejuízo, mas CEO segue acreditando no E2G e na venda de tecnologia

Em entrevista ao novaCana, Bernardo Gradin comenta retomada da produção de etanol celulósico, aquisições de patentes e perspectivas para este e o próximo ano


novaCana.com - 30 mai 2019 - 09:30

A GranBio Investimentos segue com seu tradicional resultado financeiro no vermelho. Nos últimos cinco anos, a empresa de etanol celulósico acumulou prejuízos em seus balanços anuais, especialmente graças à dificuldade de trabalhar com uma tecnologia pouco estabelecida.

Segundo a demonstração financeira referente ao ano fiscal finalizado em 31 de dezembro de 2018, quando empresa atuou majoritariamente com cogeração de energia elétrica e não com produção e comercialização de etanol de segunda geração, a GranBio teve prejuízo de R$ 52,47 milhões. A perda é 55,71% menor que a de 2017, quando o resultado foi negativo em R$ 118,48 milhões.

Em entrevista exclusiva ao novaCana, o CEO, Bernardo Gradin, explica que a GranBio é mantida pelo controlador enquanto a operação não se torna lucrativa. “Os credores têm demonstrado confiança e algumas dívidas foram perfiladas para a melhor projeção de ‘ramp up’ [aumento na produção] da planta e de receita com venda de licenças futuras de tecnologia”, explica.

Apesar do resultado negativo, o prejuízo foi o menor dos últimos cinco anos. Gradin, entretanto, aponta que os números não refletem o potencial da usina, já que a planta ainda não alcançou capacidade de produção lucrativa. “Houve o recebimento de um ressarcimento do acordo pós-arbitragem com uma empresa que nos vendeu uma tecnologia que não funcionou”, explica o CEO.

Para 2019, as coisas podem começar a mudar. Além da aposta no etanol celulósico, a companhia está cada vez mais focada no licenciamento e na venda de tecnologia.

Em janeiro, a GranBio informou que retomaria suas operações comerciais de etanol celulósico. A planta tem estrutura produzir até 60 milhões de litros de etanol celulósico por ano, mas nunca atingiu plena capacidade operacional.

Confira, na versão completa, mais detalhes financeiros da GranBio e as visões de Bernardo Gradin sobre o mercado de E2G dentro e fora do país.

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar

ou