PUBLICIDADE
BN novacana 1300x150
Financeiro

Compra de usina tem “impacto administrável” para Jalles Machado, afirma Fitch Ratings

Segundo agência de classificação de risco, nova unidade traz diversificação geográfica e maior resiliência ao fluxo de caixa da sucroenergética


NovaCana - 12 mai 2022 - 10:00

A aquisição da usina Santa Vitória pela Jalles Machado, anunciada em 4 de abril, é “neutra” para a classificação da companhia, segundo comentário da Fich Ratings assinado pelos diretores Cláudio Miori e Flávio Fujihira. De acordo com o texto, a nota da sucroenergética deve ser atualizada quando mais informações sobre a compra estiverem disponíveis – atualmente, a Jalles Machado possui classificação AA- em escala nacional e perspectiva estável.

“Com impacto administrável nas métricas de crédito da Jalles Machado, a aquisição do ativo traz benefícios ao seu modelo de negócios, que são parcialmente compensados pela perspectiva de maior custo caixa e investimentos agrícolas em expansão e aumento de produtividade necessários na Santa Vitória”, afirma.

Como a usina localizada em Santa Vitória (MG) tem capacidade de moagem de 2,7 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por safra, a Jalles Machado ampliará seu potencial em 46%, indo de 5,8 milhões de toneladas para 8,5 milhões de toneladas. Segundo a Fitch, a unidade permite uma diversificação geográfica para a sucroenergética.

“O acesso a água em abundância e a infraestrutura existente para que as técnicas de irrigação em larga escala utilizadas na Jalles Machado sejam replicadas na Santa Vitória também beneficiam o seu modelo de negócios”, afirma o documento, que segue: “A utilização de 100% de cana própria deverá ser replicada na usina adquirida, e a baixa competição de terras por outras culturas permitirá manter o custo de arrendamento em patamares competitivos e similares àqueles reportados pela Jalles Machado, em cerca de 12 toneladas por hectare”.

No texto completo, exclusivo para assinantes NovaCana, saiba como a Fitch Ratings percebe os ativos de cogeração, a ausência de produção de açúcar, a produtividade dos canaviais e o impacto dos investimentos a serem realizados na unidade. Além disso, leia um resumo da negociação e do histórico da Santa Vitória.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE


x