Financeiro

Após ação de combate à covid-19, Jalles Machado obtém financiamento de US$ 27,5 mi

Recursos vieram de uma linha do IFC, do Banco Mundial, destinada a apoiar companhias que atuam na pandemia


novaCana.com - 09 out 2020 - 08:32 - Última atualização em: 09 out 2020 - 12:31

Embora fabrique álcool com fins sanitários há 15 anos, a Jalles Machado se deparou com um grande aumento na demanda pelo produto devido à pandemia de covid-19. Para lidar com isso, conforme reportagem do Valor Econômico, a empresa investiu na ampliação da capacidade e na linha de produção de álcool em gel, que passou a ser automatizada.

Agora, a atuação neste mercado permitiu que a companhia obtivesse um financiamento de US$ 27,5 milhões junto à Corporação Financeira Internacional (IFC, na sigla em inglês), do Banco Mundial. Desde março, a instituição possui uma linha de apoio de US$ 8 bilhões, destinada a empresas com atuação no combate ao coronavírus.

“Os recursos serão destinados para assegurar que a Jalles Machado continue desempenhando um papel importante na resposta à covid-19 no Estado de Goiás, aumentando sua capacidade de produção de produtos sanitizantes e aprimorando suas embalagens, garantindo assim o fornecimento contínuo desses produtos essenciais para o enfrentamento da pandemia”, informou a IFC.

Conforme as regras do financiamento, a Jalles Machado deve receber um aporte direto de US$ 20 milhões, com prazo de sete anos. Já os US$ 7,5 milhões restantes virão do Rabobank e terão um prazo de cinco anos.

Segundo a reportagem do Valor, os recursos serão utilizados para reforçar a liquidez e o caixa do grupo. Em entrevista ao jornal, o diretor financeiro da Jalles Machado, Rodrigo Penna de Siqueira, relatou que a sucroenergética alongou o perfil de sua dívida no período de pandemia, de modo que há recursos suficientes em caixa para garantir o pagamento das amortizações dos próximos dois anos.

Siqueira ainda afirmou que as vendas de álcool líquido e em gel da empresa devem praticamente dobrar na safra 2020/21. A expectativa é que os produtos passem a representar 11% do faturamento total, com uma receita de até R$ 130 milhões, ante R$ 73 milhões na última safra.

“Não aumentamos o preço. Teve gente que aproveitou o momento e o álcool em gel chegou a ficar R$ 40 para o consumidor. Nós só repassamos o que era aumento do custo”, complementa.

A companhia também realizou doações para a população, a polícia, hospitais e entidades de saúde, além de ter feito parte de uma operação integrada das usinas do Estado, que entregou 120 mil litros de álcool 70º ao governo de Goiás.

Atuatlmente, a Jalles Machado opera com duas usinas e tem capacidade de moagem de até 5,2 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por safra. A companhia produz etanol anidro e hidratado, açúcar orgânico, branco e VHP, saneantes, levedura seca e é sócia da Albioma na exportação de energia que ocorre nas duas unidades.

novaCana.com
Com informações do Valor Econômico e da Agência Estado


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail