Política

Pietro Mendes pode ser o novo diretor do departamento de biocombustíveis do MME

Assessor do diretor-geral da ANP é cotado para substituir Miguel Ivan Lacerda, que deixará a pasta neste mês


novaCana.com - 08 out 2020 - 15:15 - Última atualização em: 09 out 2020 - 09:22

O atual assessor do diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Pietro Mendes, pode ser indicado para substituir Miguel Ivan Lacerda na diretoria do departamento de biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia (MME).

De acordo com o próprio MME, Lacerda deverá deixar a pasta ainda em outubro. No momento, o profissional está de férias.

Conforme duas fontes que pediram para não serem identificadas, o nome de Mendes já circulava como uma possibilidade. Mas a informação foi expressa com mais ênfase em reunião interna ocorrida hoje (8) entre a diretoria da secretária de petróleo, gás natural e biocombustíveis do MME e a ANP.

Na ocasião, o atual secretário de petróleo e gás do ministério, José Mauro Coelho, teria expressado que Mendes seria a sua indicação. No cargo desde abril, Coelho anteriormente integrava a equipe da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), vinculada ao MME.

Conforme declarações dadas durante a reunião, a nomeação de Mendes já estaria em análise pela Casa Civil.

Em paralelo, há um processo em andamento no Sistema Eletrônico de Informações (SEI) da ANP, iniciado em 31 de agosto deste ano, que indica a cessão de Mendes para outro órgão. Entretanto, não é possível afirmar para qual entidade o profissional estaria sendo transferido.

Atualmente, quem ocupa de forma interina o cargo de diretor do departamento de biocombustíveis é Gustavo Motta, que é vice-diretor do departamento. Motta é graduado em administração de empresas, com especialização em políticas e gestão pública. Ao longo da carreira, ele passou pela Petrobras e pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

Já Mendes é graduado em Química pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e em Direito pela UniRio, com doutorado em Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Como especialista em regulação na ANP, ele participou de projetos relacionados a biogás, biometano, querosene alternativo e biodiesel, além de ter coordenado leilões de biodiesel e ter sido auditor-líder do Sistema de Gestão de Segurança Operacional (SGSO) da agência. Além disso, Mendes já foi vice-gerente de biocombustíveis e qualidade do produto da ANP e atualmente ocupa o cargo de assessor do diretor-geral da agência.

Por sua vez, Lacerda assumiu o cargo em novembro de 2016, comandando o departamento durante o desenvolvimento do RenovaBio. Ele é funcionário de carreira da Embrapa, com graduação em economia pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) e mestrado em agronegócio pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Atualmente, ele cursa doutorado em bioenergia pela Universidade de Campinas (Unicamp).

Gabrielle Rumor Koster – novaCana.com


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail