BASF
Etanol: Mercado

Preço nos postos: Etanol atinge pior competitividade desde maio de 2017

O valor do biocombustível de cana correspondeu a 71,3% do preço de comercialização da gasolina nas médias nacionais


novaCana.com - 22 jan 2018 - 12:03

paridade 01 mini tabela 14.01a20.01Os destaques sobre o preço do etanol na semana de 14 a 20 de janeiro:

  1. O preço do etanol nos postos aumentou em 23 estados e no DF e recuou em três

  2. O litro do biocombustível de cana foi valorizado em 0,94% e o da gasolina em 0,26% na comparação com a semana anterior

  3. Nas médias nacionais, o preço do etanol correspondeu a 71,3% do valor de comercialização da gasolina, o que representa a maior desvalorização do biocombustível desde maio de 2017

  4. Continua vantajoso consumir etanol apenas no Mato Grosso e em Goiás

  5. Cotação do biocombustível segue aumentando nas usinas de São Paulo, Goiás e do Mato Grosso



De acordo com os dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), na semana de 14 a 20 de janeiro, o preço médio cobrado pelo litro do etanol nas bombas de combustíveis do país aumentou em 23 estados e no Distrito Federal. Apenas os postos de Santa Catarina, Rondônia e Alagoas registraram queda no valor do biocombustível.

Na mesma semana, os preços da gasolina registraram alta em 18 estados, número menor do que o do período anterior, enquanto cinco unidades da federação e o DF experimentaram queda, e dois estados (Bahia e Mato Grosso do Sul) mantiveram os valores anteriormente registrados na bomba.

paridade 02 percentual estados 14.01a20.01

Competitividade em queda

Conforme a tendência observada nas últimas semanas, o preço do etanol hidratado está no maior nível da série histórica, batendo recordes de valor médio a cada análise.

Entre 14 e 20 de janeiro, o preço médio do biocombustível chegou a R$ 2,991 por litro, o que representa alta de 0,94% em relação à semana anterior, quando registrou preço médio de R$ 2,963 por litro.

No mesmo período, a gasolina atingiu preço médio de R$ 4,194 por litro nos postos do Brasil, também registrando uma nova máxima na série histórica. O valor foi 0,26% maior que o da semana anterior, de R$ 4,183 por litro.

O sobe e desce dos preços se refletiu em um aumento percentual maior para o etanol hidratado do que para a gasolina. Dessa forma, a relação entre os valores se distanciou ainda mais da paridade comercialmente estabelecida de 70%.

A variação na cotação dos preços dos combustíveis ao consumidor resultou no preço do etanol correspondendo a 71,3% do valor de comercialização da gasolina nas médias nacionais – recorde desde maio de 2017, quando o indicador chegou a 71,6%.

Estados

Na última semana, os preços do etanol permaneceram desvantajosos ante os da gasolina em quase todos os estados brasileiros.

As exceções, pela terceira vez consecutiva, seguem sendo Mato Grosso e Goiás. Esses são os únicos estados onde os valores médios do etanol hidratado ainda são vantajosos sobre os da gasolina nos postos.

Gráficos avançados e filtros interativos sobre o comportamento dos preços estão disponíveis aqui (exclusivo assinantes).

O evolutivo dos preços de todos os estados desde 2001 pode ser acessado aqui.

paridade 03 comparativo estados 14.01a20.01

São Paulo

No estado de São Paulo, maior produtor e consumidor de etanol do país, o preço do hidratado nos postos apresentou alta de 1,23% na última semana em comparação com o período de avaliação anterior, o maior aumento sofrido desde a segunda semana de dezembro. Seu valor chegou a R$ 2,868/l, enquanto a gasolina, por sua vez, sofreu alta de 0,25%, um pouco menor que a do período anterior, e chegou a R$ 4,000/l.

Com a variação dos preços, o indicador que mede a relação entre etanol e gasolina no estado ficou em 71,7% (frente a 71% na semana anterior).

Mato Grosso

Em Mato Grosso – estado onde o etanol hidratado é o mais competitivo do país –, o biocombustível foi vendido em média por 60,1% do preço da gasolina. Esse indicador demonstra um aumento na competitividade do renovável, já que a relação era de 60,3% na semana anterior.

Isso é resultado da diferença entre os aumentos dos preços de ambos os combustíveis nos postos do estado. Enquanto o etanol hidratado teve uma valorização de 0,15%, sendo comercializado por R$ 2,594/l, a gasolina teve uma valorização de 0,25%, em média, chegando a R$ 4,244/l.

Goiás

Nos postos goianos, o preço do etanol correspondeu a 67,2% do valor do combustível fóssil – o que representa uma pequena perda de competitividade em relação à semana anterior, quando o indicador estava em 67,1%.

No estado, o preço do biocombustível subiu 0,27%, enquanto o preço da gasolina teve uma valorização de apenas 0,07%. Dessa maneira, o etanol foi comercializado a R$ 2,965/l, enquanto a gasolina foi comercializada a R$ 4,409/l.

paridade 04 tabela completa 14.01a20.01

Os preços do etanol e da gasolina por região, estado ou cidade desde 2001 estão disponíveis na planilha interativa (exclusivo para assinantes).

Usinas

O preço do etanol hidratado nas usinas continua em alta. O Indicador Cepea/Esalq do etanol hidratado no estado de São Paulo mostra que a cotação do combustível sofreu elevação de 0,19% em relação à semana anterior. A alta acumulada em 18 semanas de aumentos consecutivos é de 25,90%.

No Mato Grosso, por sua vez, a alta na cotação do etanol hidratado já dura 12 semanas. Na última semana, a elevação do preço foi de 1,95%, maior do que a da análise anterior. No período acumulado, a valorização é de 16,5%.

Já em Goiás, a cotação do etanol nas usinas apresentou alta pela 20ª semana consecutiva, com um acumulado de 29,21%. Na última semana, a valorização dos preços foi de 0,68%.

Rafaella Coury - novaCana.com