PUBLICIDADE
ARMAC
Etanol: Mercado

Preço médio dos CBios fica em R$ 97,22 na segunda quinzena de março

Valores elevados estão sendo acompanhados por uma redução na geração dos créditos: em comparação com o mesmo período de 2021, queda foi de 10,5%


NovaCana - 01 abr 2022 - 15:52

Entre 1º de janeiro e 31 de março, as produtoras de biocombustíveis certificadas no programa RenovaBio escrituraram 6,83 milhões de créditos de descarbonização (CBios). O valor equivale a 19% da meta oficial para o ano, de 35,98 milhões de títulos – ou seja, se o ritmo for mantido, a geração corresponderá a apenas 76% do objetivo de compra das distribuidoras.

Além disso, em comparação com os 7,64 milhões de CBios emitidos no mesmo período de 2021, a queda na geração é de 10,5%. Considerando apenas segunda quinzena de março, a comparação anual mostra uma retração de 9,6%, de 1,79 milhão para 1,62 milhão de títulos.

Os números fazem parte do acompanhamento do mercado de CBios realizado pela bolsa de valores brasileira B3, única entidade registradora do programa.

cbios b3 6 2022 block

Apesar da diminuição, a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica) acredita que “está tudo dentro da normalidade”. Em entrevista à Reuters, o diretor técnico da entidade, Antonio de Padua Rodrigues, afirmou que a queda no consumo de biocombustíveis nos primeiros meses do ano levou a uma redução nas emissões de CBios.

“Isso mexeu com o mercado e fez com que tivesse impacto na precificação. Mas vai sobrar CBios este ano”, disse, estimando um saldo de até 6 milhões de créditos – superior aos 5,05 milhões vistos ao final do ano passado. Além disso, há a expectativa que o mercado mude a partir de abril, com o início oficial da safra de cana-de-açúcar 2022/23.

Desde a implantação do RenovaBio até o momento, em torno de 56,31 milhões de CBios foram disponibilizados pelas usinas de biocombustíveis certificadas.

cbios b3 1 emissao block 030321

Atualmente, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), 308 unidades participam do RenovaBio; destas, três fabricam biometano e outras 32, biodiesel. Dentre as 273 usinas de etanol certificadas, 262 utilizam apenas a cana-de-açúcar; seis processam milho e cana; quatro, apenas milho; e uma produz biocombustível de primeira e de segunda geração de forma integrada.

Preços elevados – e suas consequências

Na segunda metade de março, o volume de CBios negociados chegou a 3,91 milhões. “Os números refletem todas as operações de compra e venda envolvidas em um ciclo de negociação. Assim, no caso de intermediações realizadas por corretoras ou outras instituições, primeiro é realizada uma operação de compra das quantidades e, depois, uma operação de venda para o investidor final”, explica a B3.

No período, os créditos do RenovaBio foram vendidos entre R$ 87,55 e R$ 100, resultando em um preço médio de R$ 97,22 por título.

cbios b3 5 preco evolucao block 030321

Este valor está 101,5% acima da média histórica do programa, de R$ 48,24. Além disso, ele é 147,3% superior ao preço médio de 2021, de R$ 39,31, e 13,1% maior ante o acumulado de 2022, de R$ 85,97. Na comparação quinzenal, entretanto, houve uma queda de 2,1% – a primeira retração desde a registrada em na segunda quinzena de outubro.

Desde a implantação das negociações, em junho de 2020, os CBios foram vendidos entre R$ 15,00 e R$ 101,50. Este ano, por sua vez, os preços variaram entre R$ 31,99 e R$ 101,50.

cbios b3 3 preco block 030321

De acordo com distribuidoras ouvidas pela Reuters, o valor dos CBios deve ser repassado aos preços nos postos, incidindo especialmente sobre o diesel e a gasolina. “Os CBios têm impacto no preço, sem dúvida. As companhias trabalhavam antes com valor perto de R$ 40, e hoje está R$ 100”, disse o representante de uma distribuidora, na condição de anonimato. “No final da linha, quem paga é o consumidor. [O CBio é] mais um item encarecendo os combustíveis”.

Além disso, segundo a Federação Nacional das Distribuidoras de Combustíveis, Gás Natural e Bicombustíveis (Brasilcom), em nota enviada à Reuters, o “crescente custo” de aquisição dos CBios “vem sendo um entrave significativo à sobrevivência das pequenas e médias empresas do setor, dando oportunidade à concorrência predatória”. Ainda conforme a Brasilcom, o impacto para os consumidores seria de até R$ 0,10 por litro.

Posse e aposentadoria

Considerando os CBios emitidos em 2022 e o saldo do ano anterior, o número de créditos disponíveis até 31 de março é de 17,28 milhões. O volume é suficiente para atender a 48% da meta de compra das distribuidoras para este ano.

Deste total, 14,87 milhões estavam acessíveis para compra e venda. No encerramento de quinta-feira, 31, a maior parte dos títulos em circulação – 69,1% – estava em posse das distribuidoras de combustíveis, com 10,28 milhões. Na sequência, as usinas certificadas detinham 29,9%, ou 4,45 milhões de CBios. Por fim, investidores sem metas a cumprir contabilizam 1% dos créditos, com 137,26 mil.

cbios b3 2 posse block 030321

Para completar, 2,41 milhões de títulos foram retirados de circulação em 2022 por meio de um processo conhecido como aposentadoria. Embora o valor seja equivalente a apenas 6,69% da meta para 2022, ele representa um avanço significativo ante a quinzena anterior, quando apenas 0,6% do objetivo estava assegurado.

Uma parte significativa das aposentadorias registradas na quinzena – equivalente a 2,08 milhões de CBios – aconteceu na última semana, após a ANP divulgar as metas individuais definitivas das distribuidoras para 2022. As companhias possuem o prazo até 31 de dezembro para cumprirem seus objetivos.

No mesmo período de 2021, apenas 276,7 mil CBios haviam sido aposentados.

cbios b3 4 aposentados block 030321

Como a B3 não informa quem solicitou a aposentadoria dos créditos, é possível que uma parte deste total seja referente a investidores que não têm compromissos com o programa. Ainda que esteja previsto que a retirada de títulos feitas pelas chamadas “partes não obrigadas” possa ser deduzida dos objetivos finais do RenovaBio, as aposentadorias de 2022 devem ser contabilizadas em 2023.

Renata Bossle – NovaCana
Com informações da Reuters


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



PUBLICIDADE BASF GIGA INTERNAS BASF GIGA INTERNAS

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x