PUBLICIDADE
ARMAC
Etanol: Mercado: Gasolina

Estratégia de reajustes da Petrobras pode ter criado “desconto” na gasolina, diz Ativa


Money Times - 22 nov 2021 - 08:11

A Petrobras pode ter criado um tipo de “desconto” no preço da gasolina em relação aos valores internacionais. Segundo uma análise da Ativa Investimentos, há um potencial de alta atual de 6% no preço brasileiro, porém isso não quer dizer que ele será feito.

“Nos últimos reajustes, a Petrobras fez elevações deixando, em média, 14% de potencial altista para trás, o que atribuíamos a uma defasagem temporal na correção”, avalia o economista-chefe da Ativa Investimentos, Étore Sanchez.

De acordo com ele, este “resto de reajuste” é atribuído ao processo de estabilização dos preços para a tomada de decisão da companhia.

“Deste modo, começam a circular hipóteses que o benchmark da companhia não é a zeragem completa da defasagem, mas sim um patamar mais baixo, a fim de garantir marketshare”, analisa Sanchez.

Ele avalia que, no longo prazo, a estratégia pode gerar arbitragem, mas no curto prazo é completamente cabível. “De todo modo, se a empresa está colocando esse deságio na conta, existe a possibilidade de que haja um reajuste negativo de gasolina nos próximos dias”, pontua.

O problema, diz o especialista, é a possível perda de previsibilidade. “Avaliamos que, apesar de estratégico, a empresa perde um de seus argumentos para ampliar a defasagem temporal de correção que é o de previsibilidade. Ao adicionar esse deságio na conta, discricionário, ou pelo menos pouco transparente, a empresa traz imprevisibilidade para as projeções”, conclui.

Gustavo Kahil


PUBLICIDADE BASF GIGA INTERNAS BASF GIGA INTERNAS

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x