PUBLICIDADE
renovacao renovacao
Etanol: Mercado

Consumo de etanol tem queda anual de 29,7% em fevereiro, já o de gasolina sobe 19,5%

A demanda por hidratado no país ficou 491,24 milhões de litros abaixo da vista no ano anterior, sendo o menor volume para o mês desde 2017


NovaCana - 01 abr 2022 - 09:14

O etanol hidratado teve uma presença fraca nos tanques dos carros brasileiros em fevereiro. O consumo do biocombustível teve seu menor resultado para o mês desde 2017, com 1,16 bilhão de litros. O valor representa uma queda de 29,7% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando foram demandados 1,65 bilhão de litros.

No acumulado do ano, por sua vez, o consumo de hidratado somou 2,17 bilhões de litros – queda de 35,4% no comparativo com o primeiro bimestre de 2021.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 31, pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

O biocombustível também registrou uma queda de quase 10 pontos percentuais no índice que mede a preferência dos consumidores. Em fevereiro de 2021, 29,7% do volume abastecido com combustíveis do ciclo Otto era de etanol; um ano depois, o valor caiu para 19,9%. Apesar disso, este é o resultado mais elevado em quatro meses.

Ao longo de fevereiro, o cenário foi de queda no preço do combustível renovável nos postos, inclusive com a retomada de patamares competitivos em estados como Minas Gerais, Goiás Mato Grosso e São Paulo.

Mesmo assim, em São Paulo – maior consumidor de combustíveis do país e o maior produtor de etanol –, a queda anual na demanda pelo biocombustível foi similar à média nacional, 29,5%. Em fevereiro, a demanda no estado foi de 583,24 milhões de litros, também o menor valor desde 2017. A participação de mercado do biocombustível foi de 33,5%, queda de 17 pontos percentuais ante os 50,5% de um ano antes.

Ciclo Otto e gasolina

No país, o consumo de combustíveis do ciclo Otto subiu 4,9% em fevereiro em relação ao mesmo mês de 2021, ficando em 4,13 bilhões de litros. Considerando que o etanol perdeu espaço, a gasolina teve um aumento de 19,5% no mesmo comparativo, para 3,31 bilhões de litros.

No primeiro bimestre do ano, a demanda por gasolina foi dos 5,95 bilhões de litros vistos em 2021 para 6,58 bilhões de litros neste ano, um avanço de 10,6%. Já o consumo total de combustíveis do ciclo Otto foi de 8,12 bilhões de litros, retração anual de 2,5%.

consumo 01 otto acumulado block 020321

consumo 02 otto mensal block 020321

consumo 03 combustiveis evolucao block 020321

consumo 04 hidratado anual block 020321

consumo 05 hidratado mensal block 020321

consumo 06 preferencia consumidor block 020321

NovaCana DATA (exclusivo assinantes)

Lucas Vasconcelos – NovaCana


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x