BASF
Etanol: Mercado

Consumo de etanol na entressafra de cana ultrapassa 5 bilhões de litros [30 gráficos]

Participação do hidratado na preferência dos consumidores de combustíveis do Ciclo Otto ficou acima de 28% no período


novaCana.com - 02 mai 2019 - 10:15

Apesar do primeiro trimestre do ano ser um período de baixa produção de etanol, os estoques elevados e os preços vantajosos para as usinas ajudaram a manter aquecida a demanda pelo biocombustível.

De janeiro a março de 2019, o consumo de etanol hidratado atingiu 5,34 bilhões de litros – alta de 33,7% em relação ao ano passado e o maior valor já registrado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Especificamente em março, o consumo de hidratado foi de 1,75 bilhão de litros, um crescimento de 27,4% no comparativo anual e de 1,2% em relação a fevereiro. Por sua vez, no total da safra 2018/19, o montante foi de 20,73 bilhões de litros, aumento de 39,4% em relação a 2017/18.

Em São Paulo, maior produtor e consumidor de etanol do país, as vendas de hidratado foram de 912 milhões de litros em março, alta anual de 22,1%. No acumulado do trimestre, o consumo do biocombustível no estado somou 2,77 bilhões de litros (+30,5%).

Ainda conforme a ANP, o consumo total de combustíveis do Ciclo Otto se manteve estável no comparativo entre os primeiros trimestres de 2018 e 2019, com 12,97 bilhões de litros. Assim, a alta no etanol implicou em uma redução no consumo de gasolina, que passou de 10,15 bilhões para 9,20 bilhões de litros.

Os dados da ANP são referentes às vendas de Gasolina C, que já incluem a mistura de etanol anidro. Além disso, os valores de etanol hidratado foram convertidos em Gasolina C equivalente, permitindo uma comparação igualitária entre os combustíveis dentro da demanda energética do Ciclo Otto.

Desta forma, fica claro que houve um aumento na preferência dos consumidores em relação ao etanol. Em março de 2018, 21,12% do volume abastecido era do biocombustível, índice que subiu para 28,44% no mesmo mês deste ano. Ainda assim, este é o menor valor para o indicador desde julho de 2018, seguindo tendência de queda observada desde o pico de 32,33%, atingido em outubro, mês de auge da safra de cana-de-açúcar.

consumo 02 otto mensal nov17 block

consumo 01 otto acumulado nov17 block

consumo 04 hidratado anual nov17 block

consumo 05 hidratado mensal nov17 block

consumo 03 combustiveis evolucao nov17 block

consumo 06 preferencia consumidor nov17 block

novaCana DATA (exclusivo assinantes)


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail