Etanol: Mercado

Consumo de etanol em agosto tem queda de 16,6% no comparativo anual [30 gráficos]

No acumulado de 2021, demanda pelo biocombustível hidratado foi de 11,88 bilhões de litros, queda anual de 1,3%


NovaCana - 01 out 2021 - 11:53

Pelo terceiro mês consecutivo, o uso de etanol hidratado pelos brasileiros ficou abaixo do registrado no mesmo período de 2020. Em agosto, o país consumiu 1,31 bilhão de litros do biocombustível (em gasolina equivalente), queda anual de 16,6% ante os 1,57 bilhão de litros vistos um ano antes.

Os números foram divulgados ontem, 30, pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Além disso, o valor também está 4,3% abaixo dos 1,37 bilhão de litros de julho.

Com isso, no acumulado do ano, o consumo de etanol chegou a 11,84 bilhões de litros, queda de 1,3% no comparativo com os 12,05 bilhões de litros contabilizados entre janeiro e agosto de 2020. Já em relação ao recorde de 14,5 bilhões de litros visto no mesmo período de 2019, a redução é de 18%.

Ao mesmo tempo, a gasolina tem observado aumentos na demanda. Em agosto, o consumo foi de 3,43 bilhões de litros, caracterizando uma elevação de 16,8% no comparativo anual. No acumulado, por sua vez, a alta é de 10,6%, com 24,74 bilhões de litros.

Com isso, o consumo total de combustíveis do ciclo Otto foi de 4,35 bilhões de litros em agosto e de 33,14 bilhões de litros no ano. Em relação aos mesmos períodos de 2020, as altas foram de 7,6% e 7,3%, respectivamente.

Perda de mercado do etanol

Os números evidenciam a falta de competitividade do biocombustível nos postos. Na média nacional, o etanol hidratado tem custado mais de 70% do preço da gasolina – valor considerado limite para sua vantagem econômica – desde a semana encerrada em 24 de abril.

Em agosto, especificamente, o volume abastecido com o renovável correspondeu a 21,3% do total demandado pelo ciclo Otto; um ano antes, este índice era de 27,5%. No estado de São Paulo, maior produtor e consumidor de etanol do país, o valor era de 49,8% em agosto de 2020, caindo para 37,3% na divulgação mais recente.

Em meio a este cenário, as usinas da região Centro-Sul estão priorizando a produção e a estocagem do etanol anidro, que é misturado à gasolina. Segundo a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica), até 16 de setembro, a produção acumulada de anidro na safra 2020/21 chegou a 8,05 bilhões de litros, caracterizando uma alta anual de 26,4%. Já os 12,7 bilhões de litros de hidratado representam uma queda de 15,5%.

consumo 01 otto acumulado block 020321

consumo 02 otto mensal block 020321

consumo 03 combustiveis evolucao block 020321

consumo 04 hidratado anual block 020321

consumo 05 hidratado mensal block 020321

consumo 06 preferencia consumidor block 020321

NovaCana DATA (exclusivo assinantes)

Renata Bossle – NovaCana


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR