Etanol: Mercado

Bioagência, Pecege e Rabobank analisam crise do etanol e apontam perspectivas

Mesmo com choque na demanda pelo renovável, a flexibilidade no mix de produção das usinas e a virada ágil do setor reduziram o impacto


novaCana.com - 25 jun 2020 - 09:35

No final de abril, o banco holandês Rabobank destacou que o câmbio pode ser o grande “salvador” das usinas na safra 2020/21. Com o real desvalorizado, os preços do açúcar convertidos em moeda local se tornaram cada vez mais favoráveis à fixação das vendas. Porém é necessário olhar as variáveis no campo que impactam no rendimento dos produtos para as companhias.

Analisando o preço do açúcar, o gerente do departamento de pesquisa do Rabobank, Andy Duff, acredita que ele tem ficado em linha com o valor médio observado no longo prazo.

“Não é um preço ruim e, até alguns meses atrás, foi excelente para fixar. Pela perspectiva das moedas indiana, tailandesa e australiana, eu concluo que é o câmbio quem vai salvar essa safra. O açúcar por si só, olhando o preço em dólar, não traz nada de especial. Mas o preço em real, sim”, analisa Duff.

Por outro lado, pontua o economista e gestor de projetos do Programa de Educação Continuada em Economia e Gestão de Empresas (Pecege), Haroldo Torres, mesmo que o câmbio esteja ajudando as usinas na geração de receita, existe uma consequência negativa na fase de produção da matéria-prima.

Torres relembra que a safra passada registrou custos de produção menores, justamente por conta de uma maior produtividade dos canaviais. O resultado, entretanto, não está se repetindo na atual temporada: “A desvalorização do real impacta nos custos e na formação do preço dos insumos”.

Ambos participaram de um debate que ocorreu durante a conferência on-line da Canaplan, realizada no começo de junho. O evento contou ainda com a participação do diretor de comercialização de etanol da Bioagência, Tarcilo Rodrigues.

Confira, no texto completo (exclusivo para assinantes):

- Relação das usinas com os bancos
- Análises referentes à flexibilidade das usinas e à virada do mercado de etanol para o açúcar
- Impactos do mercado de petróleo
- Cenário para o etanol de milho
- Panorama da estocagem brasileira de etanol


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR