Etanol: Abastecimento

Volume de etanol estocado no Centro-Sul se aproxima de posição vista em 2019 [21 gráficos]

A distância entre os montantes já chegou a passar de 100% na comparação anual; agora, volume está 26,61% superior em comparação com mesmo período da safra passada


novaCana.com - 12 ago 2020 - 16:51

Segundo número divulgados hoje (12) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), as usinas do Centro-Sul estavam armazenando 7,72 bilhões de litros de etanol em seus tanques em 1º de agosto.

O volume é 26,61% superior aos 6,10 bilhões estocados um ano antes. Em relação à posição de quinze dias anteriores, o aumento é de 925,22 mil litros, o equivalente a um crescimento de 13,61%.

Apesar de um volume mais elevado em relação a um ano antes, a discrepância segue uma tendência de “aproximação”. Em 1º de julho, os estoques estavam 40,5% acima do que foi registrado em julho de 2019; em 1º de maio, eles chegaram a apresentar uma elevação de 114% no comparativo anual.

Tanto a retomada nas vendas quanto a queda na produção são motivos deste alívio para os tanques das sucroenergéticas.

Conforme a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica), em julho, foram fabricados 4,52 bilhões de litros, contra os 4,82 bilhões em igual período do ciclo 2019/20 – uma redução de 6,2%.

No mesmo período, o volume de etanol comercializado pelas unidades do Centro-Sul foi 2,67 bilhões de litros, representando uma queda de 9,31% na comparação com o valor registrado em igual período de 2019. Desse total, 306,74 milhões de litros foram direcionados ao mercado externo e 2,36 bilhões de litros comercializados domesticamente.

Hidratado e anidro

Do volume total presente nos tanques, 5,30 bilhões de litros são de hidratado – 42,11% a mais armazenado do que um ano antes. Em relação à quinzena anterior, são 721,75 milhões de litros a mais.

Já o etanol anidro teve um aumento bem menos significativo no comparativo com o mesmo período do ciclo passado, de 2,22%. Em 1º de agosto, as usinas estocavam 2,42 bilhões de litros do produto que é misturado à gasolina – combustível que vem crescendo na preferência do consumidor na hora de abastecer.

Desta forma, a maior parte do volume estocado pelas usinas é justamente do etanol usado diretamente nos tanques, o qual vem perdendo espaço e é vantajoso em apenas quatro estados brasileiros, conforme a pesquisa mais recente da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Estoques nos estados

São Paulo, estado que mais produz e consome o etanol, armazenava 4,70 bilhões de litros em 1º de agosto deste ano – 29,19% a mais no comparativo anual. Deste montante, 3 bilhões de litros eram de hidratado, 48,74% a mais que no mesmo período de 2019.

Quanto ao anidro, São Paulo armazenava 1,65 bilhões de litros, representando uma ampliação de 3,87% no ano.

Dentre os estados que mais produzem etanol, o Paraná foi o único que teve variação negativa no volume estocado, com uma queda anual de 5,5%. Enquanto isso, a maior variação positiva foi em Mato Grosso, de 85,23%.

etanol 01 total block

etanol 04 total estados block

etanol 02 hidratado block

etanol 05 hidratado estados block

etanol 03 anidro block

etanol 06 anidro estados block

novaCana DATA (exclusivo assinantes)

Gabrielle Rumor Koster – novaCana.com


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR