Impostos

Usinas pedem ao governo aumento de R$ 0,40/litro em imposto sobre a gasolina

Sucroenergéticas também solicitaram suspensão de PIS-Cofins sobre o etanol e linha de financiamento de R$ 9 bilhões para estocagem


novaCana.com - 15 abr 2020 - 16:09

Uma lista de demandas foi enviada por organizações que representam o setor de açúcar e etanol ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Os pedidos já eram de conhecimento da chefe da pasta, a ministra Tereza Cristina.

Entre as solicitações está a suspensão da cobrança de PIS-Cofins sobre o etanol hidratado, uma medida que a ministra já considerada como um consenso no governo. Além disso, uma reportagem do Valor Econômico revela que o setor pediu um aumento de R$ 0,40 na Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) sobre a gasolina, dos atuais R$ 0,10/l para R$ 0,50/l.

Ainda conforme a reportagem, as entidades também solicitaram a criação de uma linha de financiamento de R$ 9 bilhões para a “warrantagem” de etanol. O objetivo seria garantir a estocagem de ao menos 6 bilhões de litros adicionais.

O texto também aponta que as entidades enviaram uma outra carta ao governo do estado de São Paulo. Neste segundo documento, elas solicitam a isenção de ICMS sobre as vendas de etanol hidratado. Conforme a reportagem, as associações defendem que a perda de arrecadação com esse tributo pode ser “compensada” com o aumento do ICMS sobre a gasolina em 2021.

Entre as entidades que assinam a carta enviada ao Mapa estão: União das Indústrias de Cana-de-Açúcar (Unica), Fórum Nacional Sucroenergético (FNS), Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Organização das Associações dos Produtores de Cana do Brasil (Orplana), Arranjo Produtivo Local do Álcool (Apla), Federação dos Plantadores de Cana do Brasil (Feplana), União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida), Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas do Estado São Paulo (Fequimfar) e Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo (Fetiasp).

novaCana.com
Com informações do Valor Econômico


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail