Distribuidoras

ANP afirma que 96,8% das distribuidoras cumpriram meta do RenovaBio em 2021


Agência Estado - 10 jan 2022 - 09:27 - Última atualização em: 10 jan 2022 - 14:24

Em 2021, as distribuidoras cumpriram 96,8% das metas individuais de aposentadoria (retirada do mercado) de Créditos de Descarbonização (CBios), informou a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), aposentando 24,405 milhões de títulos.

De acordo com a agência, 118 dos 142 distribuidores com metas para 2021 cumpriram pelo menos 85% da meta para o ano passado – a partir de 85%, o restante pode ser transferido para o ano seguinte. Sete distribuidoras aposentaram menos de 85% dos objetivos e 17 não aposentaram CBio algum.

A meta total era de aposentadoria de 25,223 milhões de CBios – o número inclui a meta de 24,86 milhões para 2021 e a soma de CBios não aposentados de 2020 que foram transferidos para o ano seguinte.

As partes não obrigadas – empresas sem obrigações individuais mas que querem, por conta própria, neutralizar emissões de carbono – aposentaram 1,39 mil CBios. Esse volume será descontado da meta de 2022.

Um CBio é um título emitido por produtores ou importadores de biocombustíveis no âmbito do programa RenovaBio que deve ser adquirido por distribuidoras. Cada um deles equivale a uma tonelada de carbono que deixou de ser emitida à atmosfera. Em caso de não cumprimento da meta individual, a distribuidora é multada e os CBios são transferidos para o ano seguinte.

Download

Augusto Decker


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail



x